22/08/2008

# Jacqueline Baird # Leituras de Flavinha

Jacqueline Baird – Quanto custa uma paixão? – Momentos Íntimos 157



Leituras de Flavinha nº 16 (Jacqueline Baird – Quanto custa uma paixão? – Momentos Íntimos 157 )
Eu gostei desse livro.
É o típico caso, se apaixonam, um mal entendido os separa e depois de alguns anos... Eles se reencontram e o mocinho a obriga a casar(Óbvio). A mocinha, tolinha, acha que ele só quer sua propriedade e não fala pra ele que o ama... Nem depois do sexo MARAVILHOSO!
Tem um diálogo que eu achei muito forte... Vou por aqui.

Olhou-a e com um gesto amplo, começou a falar:
- Tudo isso aqui é meu. – sorriu com cinismo. – Minha cama, meu corpo... – Ao dizer isso, enlaçou-a. Penélope o encarou, sem acreditar no que ouvia.
- Eu poderia dizer o mesmo, mas não seria tão rude.
- Claro, você é uma dama. A garota de programa mais cara do mundo não poderia ser melhor do que você, sabia? – E começou a acaricia-la. (...)


Pra quem se animou, lá vai o resumo!

Uma esposa... Em todos os sentidos!

Penélope não tinha escolha, a não ser aceitar a proposta de Giancarlo. Atolada nas dívidas que seu pai deixara, estava prestes a perder a casa em que vivia com a família. Giancarlo pagaria os débitos, reformaria a mansão decadente, mas em troca ela teria de se casar com ele! Para Penélope, um casamento de conveniência poderia tira-la da situação difícil em que se encontrava. Mas o que ela não sabia era que Giancarlo queria uma esposa no mais amplo sentido da palavra!

3 comentários:

POR ONDE AS ROMÂNTICAS PASSARAM