[FECHAR]

16/10/2019

Mary Balogh - Uma Paixão e Nada Mais - Arqueiro

16.10.19 0 Comments


Leituras de Fátima nº17

Ao voltar para casa depois das Guerras Napoleônicas, Flavian, o visconde de Ponsonby, ficou arrasado ao ser abandonado pela noiva.
Agora a mulher que partiu seu coração está de volta, e todos estão ansiosos para
que eles reatem o noivado. Exceto Flavian, que, em pânico, corre para os braços de uma jovem sensível e encantadora.
Apesar de ter sido casada por quase cinco anos, a viúva Agnes Keeping nunca se apaixonou, nem quer se apaixonar. Aos 26 anos, ela prefere manter o controle de suas emoções e de sua vida. Porém, ao conhecer o carismático Flavian, fica tão arrebatada que acaba aceitando seu impetuoso pedido de casamento.
Quando descobre que Flavian pediu sua mão apenas para se vingar da antiga paixão, Agnes decide fugir. Mas Flavian não tem a menor intenção de deixar a esposa partir, principalmente após descobrir que, para sua própria surpresa, está completamente apaixonado por ela.




A série trata de um grupo de sobreviventes de guerra, e eles são apresentados neste livro e são bem interessantes. Sete sobreviventes (seis homens e uma mulher), sete amigos que sofreram com a guerra (Hugo, George, Flavian, Ralph, Imogen, Benedict e Vincent) e tem cicatrizes visíveis e invisíveis que trouxeram da Guerra.

Neste livro vamos para mais um sobrevivente: Flavian, que conhecemos desde o primeiro livro. O Visconde Ponsonby ainda sofre com sequelas da guerra. Sua memória é bastante falha e ele sofre com enxaquecas terríveis, mas jamais faltaria a reunião anual do clube dos sobreviventes. Estar com seus amigos ajudam com as dores.


““Um livro sensual e tocante, que revisita o tema do casamento de conveniência e do poder de redenção do amor.” – Kirkus Reviews


Agnes é uma jovem viúva, que mora com a irmã, amiga de Sophia (do segundo livro). Agnes acaba reencontrando Flavian em Middlebury Park. Reencontro porque meses antes eles valsaram em uma festa.

O ritmo dessa série é lento, as coisas tem seu tempo de acontecer. Eu gostei do Flavian e da Agnes, mas achei que o casal demorou um pouco a me prender. Começa em uma relação de amizade, que vai se tornando mais até se tornar amor! mas demora. Tem que ter paciência para com o casal. Ainda assim, uma história muito bonita. Gosto da forma que a autora trabalha as sequelas da guerra nos personagens. Recomendo! !

Série Os Sobreviventes
1 - Uma Proposta e Nada Mais
2 - Um Acordo e Nada Mais
3 - Uma Loucura e Nada Mais
4 - Uma Paixão e Nada Mais

14/10/2019

Júlia Quinn - Um Cavalheiro a Bordo - Arqueiro

14.10.19 0 Comments


Leituras de Flavinha nº 687

Ela estava no lugar errado…
Durante um passeio pela costa, a independente e aventureira Poppy Bridgerton fica agradavelmente surpresa ao descobrir um esconderijo de contrabandistas dentro de uma caverna.
Mas seu deleite se transforma em desespero quando dois piratas a sequestram e a levam a bordo de seu navio, deixando-a amarrada e amordaçada na cama do capitão.
Ele a encontrou na hora errada…
Conhecido entre a alta sociedade como um cafajeste e um corsário inconsequente, o capitão Andrew James Rokesby na verdade transporta bens e documentos para o governo britânico.
No meio de uma viagem, ele fica assombrado ao encontrar uma mulher na sua cabine. Sem dúvida sua imaginação está lhe pregando peças. Mas, não, ela é bastante real – e sua missão para com a Coroa o deixa preso a ela.
Será que dois erros podem acabar no acerto mais maravilhoso de todos?
Quando Andrew descobre que Poppy é uma Bridgerton, entende que provavelmente terá que se casar com ela para evitar um escândalo.
Em alto-mar, as disputas verbais entre os dois logo dão lugar a uma inebriante paixão. Mas depois que o segredo de Andrew for revelado, será que ele conseguirá conquistar o coração dela?




Depois de fracassar em duas temporadas, Poppy Bridgerton decide se afastar por uns tempos. Então ela vai visitar sua amiga Elizabeth, que está gravidíssima! Como sua amiga não está em condições de acompanhá-la em suas andanças, ela decide explorar os arredores sozinha e... acaba nas mãos de piratas que a levam para seu capitão.

Andrew James (o capitão) não é um pirata. Ele é um agente do rei, disfarçado em uma missão, e não quer ninguém bisbilhotando os documentos importantes que ele mantém escondidos na caverna. Além disso ele precisa levar alguns documentos importantes para Portugal. E não fica nada contente quando trazem uma mulher para ele.

Ele resolve levá-la com ele para Portugal, mas então descobre que ela é Bridgerton, então não tem certeza de que é uma boa ideia, afinal todos conhecem os numerosos Bridgertons e sabem como eles podem ser. Já Poppy não tem ideia de que Andrew não é realmente um corsário e que conhece sua família.

Os embates entre os dois e os diálogos são bem legais, mas não sei. Achei que o romance foi meio prejudicado, não consegui sentir que a intensidade de outros livros da Júlia Quinn, mas, ainda assim é um ótimo livro.

Recomendo!


Série Os Rokesbys 
1 - Uma Dama Fora dos Padrões
2 - Um Marido de Faz de Conta
3 - Um Cavalheiro a Bordo


12/10/2019

Jenny Colgan - A pequena livraria dos sonhos - Arqueiro

12.10.19 0 Comments


Leituras de Fabiana nº 52

Nina Redmond é uma bibliotecária que passa os dias unindo alegremente livros e pessoas – ela sempre sabe as histórias ideais para cada leitor. Mas, quando a biblioteca pública em que trabalha fecha as portas, Nina não tem ideia do que fazer.
Então, um anúncio de classificados chama sua atenção: uma van que ela pode transformar em uma livraria volante, para dirigir pela Escócia e, com o poder da literatura, transformar vidas em cada lugar por que passar.
Usando toda a sua coragem e suas economias, Nina larga tudo e vai começar do zero em um vilarejo nas Terras Altas. Ali ela descobre um mundo de aventura, magia e romance, e o lugar aos poucos vai se tornando o seu lar.
Um local onde, talvez, ela possa escrever seu próprio final feliz.



O livro já começa diferente pela capa, no fundo do livro (contra capa) você não vai encontrará a sinopse e sim uma dedicatória que a autora faz a todos nós leitores. A autora fala um pouco sobre sobre como somos nós leitores e da sensação que ela tem sobre nós, incluindo ela.

O livro já me conquistou por várias coisas, a primeira é que ela escolhe a frase de Voltaire: 

"Leiamos e dancemos, pois essas são duas diversões que nunca farão mal algum ao mundo"

A frase super combina comigo e a idéia de ter uma van e sair por aí também. (risos) Como já falei na contra capa não tem a sinopse (essa se encontra na aba da capa). E não tem dedicatória nas primeiras páginas (apesar de que acho que no fundo do livro é uma dedicatória).

Voltando... no lugar da dedicatória, ela dedica a nos leitores que estamos lendo esse livro e faz uma lista de lugares para ler o livro ou livros. Muito bacana a lista, com experiência pessoal dela em todas.



Nina nessas andanças que fará com sua livraria intinerária vai descobrir que nem sempre conhecemos as pessoas pelos livros que ela lê. O livro vai contar sobre a viagem de Nina, sobre as pessoas que ela vai conhecer e sobre cada uma delas...

Nina também vai conhecer pessoas que farão ela repensar sua vida e através delas decidirá seguir ou não seus planos. 

Excelente leitura, engraçado, romântico e muito convidativo. Quem nunca sonhou em ter sua própria livraria???


11/10/2019

Mary Balogh - Uma Loucura e Nada Mais - Arqueiro

11.10.19 0 Comments



Leituras de Fátima nº16

Depois de sobreviver às guerras napoleônicas, Sir Benedict Harper está lutando para seguir em frente e retomar as rédeas de sua vida. O que ele nunca imaginou era que essa esperança viesse na forma de uma bela mulher, que também já teve sua parcela de sofrimento.
Após a morte do marido, Samantha McKay está à mercê dos sogros opressores, até que planeja uma fuga para o distante País de Gales para reivindicar uma casa que herdou. Como o cavalheiro que é, Ben insiste em acompanhá-la em sua jornada.
Ben deseja Samantha tanto quanto ela o deseja, mas tenta ser prudente. Afinal, o que uma alma ferida pode oferecer a uma mulher? Já Samantha está disposta a ir aonde o destino a levar, a deixar para trás o convívio com a alta sociedade e até mesmo a propriedade que é sua por direito, por esse belo e honrado soldado.
Mas será que, além de seu corpo, ela terá coragem de lhe oferecer também seu coração ferido? As respostas a todas as perguntas talvez estejam em um lugar improvável: nos braços um do outro.




A série trata de um grupo de sobreviventes de guerra, e eles são apresentados neste livro e são bem interessantes. Sete sobreviventes (seis homens e uma mulher), sete amigos que sofreram com a guerra (Hugo, George, Flavian, Ralph, Imogen, Benedict e Vincent) e tem cicatrizes visíveis e invisíveis que trouxeram da Guerra.

Neste livro vamos conhecer a história de Benedict. Ben um dos que mais sofreu entre os membros do clube dos sobreviventes. As pernas dele foram esmagadas durante uma batalha e com muita luta e determinação, ele conseguiu se recuperar e agora pode andar com a ajuda de muletas (feitas exclusivamente para ele). Mas, Ben sabe que não vai se curar completamente e nunca mais vai ser o homem que era. E ainda não sabe o que vai fazer da sua vida. 


“Uma história de duas almas feridas que, juntas, descobrem o poder do amor. Uma loucura e nada mais mostra que o amor fortalece, cura e redime.” – RT Book Reviews 


Samantha é uma jovem viúva de vinte e quatro anos. A família do seu falecido marido é cheia de regras e quer que ela viva do jeito que eles impõem ou não vão continuar ajudando-a financeiramente. Ela quer se ver livre daquela família e daquela situação... E vai contar com a ajuda de Ben para isso. 

A história começa um pouco devagar e confesso que achei que não iria me empolgar, mas depois a gente se envolve na história dos dois e não quer mais largar o livro. Samantha e Benedict se conhecem em um pequeno acidente, inicialmente não se gostam, mas aos poucos vão se entendendo, se conhecendo e criando um laço de amizade. O amor dos dois é fofo e vai ser impossível você não se encantar com esse casal!

Série Os Sobreviventes
1 - Uma Proposta e Nada Mais
2 - Um Acordo e Nada Mais
3 - Uma Loucura e Nada Mais
4 - Uma Paixão e Nada Mais

01/10/2019

Melanie Shawn - Doce Reencontro - Cherish Books

1.10.19 0 Comments


Leituras de Flavinha nº 686

Para Amanda Jacobs, lidar com a dor de perder seu amado pai é a coisa mais difícil que ela já passou, e isso também traz muitas complicações, como assumir o negócio da família, a Mountain Ridge Outdoor Adventures. Isso faz com que ela perca a simplicidade de ser uma adolescente, quando estava cercada por suas amigas incríveis, O Quarteto Fabuloso, e loucamente apaixonada pelo braço direito de seu pai, Justin Barnes. Seus sorrisos sensuais e profundos olhos castanhos faziam seu coração disparar de uma maneira que ela nunca sentiu antes ou desde então. Quando as Quatro Fabulosas aparecem inesperadamente em sua porta para apoiá-la nesse momento complicado, as coisas parecem estar melhorando para Amanda. Mas esta não é a única visita surpresa reservada para ela… Justin Barnes deixou Hope Falls dez anos atrás, na calada da noite, e achou que nunca mais pisaria ali. Tudo bem por ele, exceto por uma pequena complicação: Amanda Jacobs. Ele havia se apaixonado pelos cachos rebeldes e loiros e olhos de safira, mas ela era uma adolescente, cinco anos mais nova do que ele. Jovem demais para ele agir de acordo com sua atração. Ainda assim, ele sentira falta dela todos os dias daqueles dez anos. Quando Justin recebe um telefonema avisando que seu ex-mentor faleceu, ele sabe que tem que retornar para Hope Falls. Justin só tem uma pergunta: será que a garota que uma vez o adorou se transformou em uma mulher que não o suporta? Ou ela ainda seria a única coisa no mundo que o faria se sentir em casa?



O mundo de Amanda desaba com a perda do seu pai. Ela se sente realmente sozinha pela primeira vez em sua vida. Mas então, suas melhores amigas - o quarteto fabuloso - que estavam levando suas vidas longe, voltam para a cidade para ajudá-la nesse momento difícil. Quem também volta a cidade é Justin, seu amor da adolescência que foi embora sem dizer adeus e ordenou que ela o esquecesse.

A saída de Justin da vida de Amanda se deu depois de um mal-entendido e durante dez anos ele achou que ela o queria longe, por isso não entrou em contato (muito drástico e melodramático) e Amanda sofreu por achar que Justin estava longe por sua culpa, por se oferecer - literalmente - a ele.

Você espera que em dez anos eles tenham amadurecido, mas Amanda continua sofrendo por antecipação e Justin continua criando situações em sua cabeça. E os mal-entendidos quase separam mais uma vez o casal.

O romance é fofo. A cidade conta com personagens legais e o quarteto de amigas tão diferentes umas das outras que é uma dinâmica interessante. Apenas, algumas coisas, como as qualidades exageradas de todos os personagens (excluindo-se aqui o "namorado" de Amanda). O falecido era um pai, homem e prefeito maravilhoso, sem defeitos que todos amam. As amigas são lindas, maravilhosas e com empregos maravilhosos (que deixam de lado para ajudar Amanda). Até mesmo o pai de Justin entra nessa cota, então em alguns momentos parece tudo certinho demais.

Mas o romance é envolvente e chega a provocar risos e por que não algumas lágrimas em alguns trechos. As cenas calientes, embora econômicas (o casal só troca o primeiro beijo depois da metade do livro), são ótimas. Os desfechos para os ganchos da história são bem fechados e o final e romântico e fofinho!

Li o romance em uma tarde e sim ficou aquele gostinho de quero mais. O que é algo bom quando se trata de uma série. Sim, tem o livro de cada uma das amigas de Amanda do "quarteto fabuloso" Karina, Lauren e Samantha.

Recomendo a leitura!

16/09/2019

Nora Roberts - Ano Um - Arqueiro

16.9.19 0 Comments

Leituras de Flavinha nº 685




Quando este mundo acaba, um novo começa.
Tudo começa na noite de Ano-Novo. A doença se alastra rapidamente. Em questão de semanas, a rede elétrica para de funcionar, as leis e o sistema de governo entram em colapso e mais da metade da população mundial é dizimada.
Onde existia ordem, agora só há caos. E conforme o poder da ciência e da tecnologia diminuíam, a magia crescia e tomava o seu lugar. Uma parte dessa magia é boa, como a feitiçaria praticada por Lana Bingham no apartamento que divide com o amante, Max. Outra parte dela, no entanto, é inimaginavelmente maligna, e pode se esconder em qualquer canto, numa esquina, nos fétidos túneis sob o rio ou dentro daqueles que você mais ama e conhece…
Espalham-se rumores de que nem os imunes nem os dotados estão a salvo das autoridades que patrulham as ruas devastadas, então Lana e Max resolvem deixar Nova York. Outros viajantes também seguem esperançosos para o oeste: Chuck, um gênio da tecnologia que mantém o bom humor em um mundo off-line; Arlys, uma jornalista que insiste em buscar e registrar a verdade; Fredinha, uma jovem com um otimismo que parece fora do lugar nessa paisagem desoladora; Rachel e Jonah, médica e paramédico, determinados a proteger uma jovem mãe e seus três bebês recém-nascidos.
Em um mundo em que cada estranho no caminho pode representar a morte ou a salvação, nenhum deles sabe o que encontrarão. Porém, um novo horizonte os aguarda, a concretização de uma profecia ancestral que transformará a vida de todos os sobreviventes.
O fim chegou. O início é o que vem agora.


Amo Nora Roberts, mas confesso que não gosto de ler distopias. Só li esse porque era da minha diva. Pra quem gosta do gênero é um livro maravilhoso, já que até eu que não curto esse estilo de leitura gostei do livro.

Um vírus mortal mata mais da metade da população e destrói o mundo como conhecemos. Apenas algumas pessoas resistem e essas pessoas são especiais, são os "incomuns", pessoas com poderes especiais, fadas, bruxos, feiticeiros... e algumas dessas pessoas resolve usar esse poder para o mal. Tem também (óbvio) um grupo determinado a aniquilar qualquer um desses incomuns, os "Guerreiros da Pureza". Daí, os incomuns do bem tem que se unir para combater o mal.

O grupo dos mocinhos vai ser formado por três grupos que decidem rumo ao Oeste. Arlys (repórter) , Fredinha (assistente de Arlys) e Chuck (um hacker), no outro grupo Jonah (paramédico), Rachel (médica) e Katie (mãe de gêmeos que adotou um bebê). E por fim Lana e Max (bruxos).

Vale a pena a leitura. Ano um nos apresenta o primeiro ano de um mundo onde o caos se instalou e alguns personagens importantes para o nessa história até que chegue o nascimento da 'escolhida' e deixa um gancho para o próximo livro. Recomendo.

13/09/2019

Júlia Quinn, Eloísa James e Connie Brockway - A Dama Mais Desejada - Arqueiro

13.9.19 0 Comments




Leituras de Fátima nº 15

Hugh Dunne, o irresistível conde de Briarly, precisa de uma esposa. Para ajudá-lo, sua irmã convida as mais elegantes damas da sociedade, assim como alguns cavalheiros, para uma festa em sua propriedade.

A reunião inclui a incrivelmente bela (e dolorosamente tímida) Gwendolyn Passmore, a sincera e adorável Katherine Peyton e a viúva lady Georgina Sorrell, além de alguns condes e até um arrojado herói de guerra.

Durante o evento, que promete ser o grande acontecimento da temporada, Hugh terá tempo suficiente para eleger a dama que mais deseja. A não ser que outro cavalheiro seja mais rápido.

Nesse caso, quem sabe ele acabe cortejando uma moça que definitivamente não está no mercado casamenteiro, e que vai exigir uma boa dose de perseverança...



Tudo começa quando Hugh Dunne, o conde de Briarly, deixa o hospital (onde esteve em coma) e se dá conta que se tivesse morrido, não teria um herdeiro para quem deixar suas posses. Então, decide que precisa encontrar urgentemente uma esposa e providenciar um herdeiro. 

Para isso pede a ajuda de sua irmã Carolyn, a marquesa de Finchley, para selecionar as "damas mais desejadas" disponíveis para casamento. Carolyn então, resolve convidar jovens pretendentes e algumas outras pessoas importantes para passar uma temporada em sua casa de campo.




Entre as jovens selecionadas por Carolyn, destacam-se Gwendolyn Passmore, Katherine Payton e Georgina Sorrel. E o livro vai acompanhar essas três mulheres e como suas histórias se entrelaçam com a busca do conde de Briarly por uma esposa. E sim, teremos três casais e três histórias acontecendo nessa temporada.

O livro na verdade é como se fossem a reunião de três contos e cada autora (em seu conto) soube contar com sucesso a história do seu casal. A escrita da Júlia Quinn e Eloísa James já é conhecida por nós leitores de romances de época. A novidade é Connie Brockway de quem nunca antes li nada.

Um livro leve, com uma pitada de humor e um bom passatempo. Eu recomendo.

01/08/2019

Emily Giffin - Tudo que a gente sempre quis - Arqueiro

1.8.19 1 Comments


Leituras de Fabiana nº 51

Casada com um membro da elite de Nashville, Nina Browning leva a vida com que sempre sonhou. Recentemente, o marido ganhou uma fortuna vendendo seu negócio de tecnologia e o filho adorado foi aceito em Princeton. No entanto, às vezes Nina se pergunta se ela se afastou dos valores com que foi criada em sua pequena cidade natal.
Tom Volpe é um pai separado que se divide entre vários empregos para criar a filha, Lyla. Ele finalmente começa a relaxar depois que a menina ganha uma bolsa de estudos na escola de maior prestígio de Nashville.
Filha de uma brasileira e de origem menos abastada, Lyla nem sempre se encaixa em meio a tanta riqueza e privilégios, mas, na maioria das vezes, ela é uma adolescente típica e feliz.
Então uma fotografia, tirada em um momento de embriaguez em uma festa, muda tudo. À medida que a imagem se espalha, as opiniões da comunidade se dividem.
No centro das mentiras e do escândalo, Tom, Nina e Lyla são forçados a questionar seus relacionamentos mais íntimos, percebendo que tudo que sempre quiseram talvez não fosse tão perfeito assim.

Nos dias de hoje em que tudo é postado na internet, todos os momentos da vida das pessoas registrados e espalhados pelo mundo todo em segundos, a autora boa mostra como uma foto tirada  em um momento ruim em uma festa pode transformar toda uma vida.

A maneira como os personagens principais do livro vão lidar com essa situação, é contada pelo ponto de vista de cada um deles, o que nos dá uma perspectiva mais ampla de tudo.


Uma ótima história, que permeia dramas familiares e de como o julgamento da sociedade pode afetar a vida das pessoas com temas pesados como suicídio, preconceito e feminismo. 

Um ótimo livro, muito bem escrito e que nos faz refletir sobre a vida nos dias atuais.

Recomendo!