[FECHAR]

28/09/2008

# Avassaladores # Leituras de Carol

Miranda Lee – Caminhos cruzados – Paixão 78





Leituras de Carol nº 52 (Miranda Lee – Caminhos Cruzados)
Título original: The ruthless marriage proposal

Miranda Lee está na minha lista de autoras preferidas. Já tinha conversado com minha amiga Fernanda (do Maranhão) sobre ela. As mocinhas da Miranda têm o que chamamos de "vida pregressa", não são aquelas virgens ou aquelas mulheres que apesar de terem sexo, não sabem o que fazer. As personagens femininas da Miranda Lee sofrem com algumas inseguranças, mas elas sabem que sexo é bom e pronto.

Emily é uma destas mulheres, ela gosta de sexo e assume isso. Apesar de que na atual situação de vida dela. Está há quatro anos sem sexo e para conseguir o emprego como governanta teve que mascarar a beleza, mas ela cansou disso e cansou também de estar apaixonada pelo chefe. Resolve ir embora, afinal ela quer casar e ter filhos.

Sebastian, como todo mocinho obtuso, não percebe que Emily é afim dele. Claro que o fato dele ter pegado ela nadando nua na piscina e ter percebido o corpo que ela escondeu por 18 meses, o faz buscar uma solução rápida (a cama é claro). E se descobre porque a Harlequin colocou esse livro com o tema "Avassaladores", o mocinho parte para cima e tenta convencer de todas as formas a mulher a ficar com ele.

Gostei da mocinha porque as decisões dela surpreendem o mocinho (e em várias passagens isso é claro). Mas não gostei da insegurança dela em ficar pensando constantemente na ex-namorada do mocinho.

Detalhe: Harlequin, cuidado com a revisão. Há erros grotescos de revisão (não de digitação) neste livro.

Resumo:

Impiedoso... e com uma promessa de casamento...

O bilionário australiano Sebastian Armstrong acha que conhece bem sua governanta. Organizada, correta e dedicada ao trabalho. Emily é o retrato de uma pessoa simples. Mas, por dentro, existe uma mulher intensa e apaixonada, lutando para se libertar do amor que sente pelo chefe.

Quando Emily pode demissão, Sebastian se recusa a deixá-la partir, e articula um plano impiedoso para mantê-la a seu lado, sob o seu comanda e em sua cama!

Um comentário:

  1. A estória é muito bem escrita, com cenas pra lá de hot para quem gosta. Apesar de que, ser bem escrita, não quer dizer que o conteúdo seja bom! O que prejudicou o romance é que a tal Lana, foi lembrada e comparada em qualquer situação que envolvesse o casal, dando a entender que o mocinho ainda era apaixonado e dominado pela atração sexual que sentia pela ex. Foi uma coisa bizarra, ele não a esquecia e nem deixava de comparar mesmo estando na cama com a mocinha. Claro que a mocinha se mostrou a rainha da insegurança e com razão. O cara correr igual louco atrás da ex e fazer o que ele fez no dia do casamento dela foi degradante. E no final, assim sem mais nem menos ele se “descobre” apaixonado pela sua governanta, uma mulher que ele não enxergou durante os 18 meses que esteve ao seu lado. E nem enxergaria mesmo, porque estava ocupado demais trepando com a namorada pela casa toda, e, ainda dá as justificativas mais fajutas do mundo. Sei lá, é um "amor" muito forçado, não passa emoção e nenhuma credibilidade.

    ResponderExcluir

POR ONDE AS ROMÂNTICAS PASSARAM