03/04/2009

# Clássicos Históricos # Históricos e/ou de Época

Lyn Stone - A jornada - Clássicos Históricos 242

Leituras de Carol nº 136 



Gente! Vamos combinar (já diz meu amigo Ed), que mocinha CHATA da bixiga... PQP.... merece um surra de vara...
Fala sério... ela quase consegue estragar o livro... se o Henri não fosse o TDB que é... ômopai... a saga ia ser fechada com um livro ruim...

A Iana quer ser independente... não quer mais casar (porque no primeiro casamento com um velhaco sofreu pencas). Tá... até aí tudo bem... mas quando se tem a oportunidade de casar (ou ser amante) de Henri de Gillet... peloamordosmeusfuturosfilhinhos... você tem que reconsiderar... mas nãooooooooooooooooooooo a cabeça dura dos diabos fica com essa ideia fixa na cabeça...

Acha que se casar de novo vai ser subjulgada pelo marido... se ela não conhecia outros casamentos até vale ter esse pensamento, mas depois de conhecer Edouard e Anne e Robert e Mairi ela ainda ter dúvida... é muita burrice mesmo!

A sandice era tanta que o próprio conde de Trouville (se não me engano, no alto dos seus 60 anos...) teve que bater a real para ela... algo como "minha filha... como você acha que vai sobreviver nesse mundo sem um marido ou alguém que te proteja"? E mesmo assim ela ainda titubeia...

Ói... sei não viu! Depois de tantas mocinhas ótimas (Honor, Anne, Sara e Mairi) será que foia Lyn Stone quem criou a Iana? Tenho minhas dúvidas..

Mas, porém, contudo e todavia... vale a pena ler o livro só para colocar o Henri em um pedestal.

Resumo:

Confiança era uma jornada do coração... e Iana Duncan tinha poucos motivos para trilhar essa estrada.

Costa oeste da Escócia, 1340

Vítima de um casamento violento, Iana, ao enviuvar, jurou nunca mais confiar seu destino a um homem. Mas Henri Gillet, herdeiro da dinastia Trouville, despertara seus desejos adormecidos e colocara em perigo sua férrea decisão.

Para Henri, o amor era simples; cumprir com as obrigações da nobreza. E agora enfrentava um dilema imenso, pois embora lady Iana o tivesse salvo da morte certa, o passado dela, tão cheio de sombras e segredos, se interpunha entre amgos e ameaçava um futuro a dois...

The Knight's Brides:

A noiva do cavaleiro GRH 22
O pecado de Anne – CHE 137
A escolha de uma mulher - CHE 105
Coragem de mulher - CHE 124

2 comentários:

  1. kkkk, ri muito com seu comentário.

    Eu tb não aguento esse tipo de mocinha.

    Agora vou ver quantos livros dessa série tenho na minha pilha de leitura.

    bjos

    ResponderExcluir
  2. To lendo ele....assim q terminar comento

    p.s: vai demorar pq parei de ler ele para ler Damien, rs, é já separei + 2 para ler depois...

    bjos

    ResponderExcluir

POR ONDE AS ROMÂNTICAS PASSARAM