[FECHAR]

09/06/2009

# Helen Shelton # Julia

Leituras de Carol nº 197 (Helen Shelton - Promessa de felicidade)


Helen Shelton - Promessa de felicidade - Julia 1120

A primeira coisa que chamou a minha atenção foi a capa (como eu ainda consigo dizer isso como se fosse novidade?!).

A segunda coisa foi quando o resumo diz que ele é anestesista!
Anestesista?!
Vocês já leram algum livro que tivesse um mocinho com essa profissão?!
Eu nunca!

Por isso troquei no sebo e (por incrível que pareça) coloquei ele em cima da pilha e já li.



Bem o dizer Sam...
Sam tem 30 anos e está naquela fase da vida que quer finalmente assentar, casar e ter filhos. Ele tem uma namorada a Cahtie, os dois estão juntos há dois anos, mas mulher (lesada!) não quer saber de casar (pensem... a mulher tem um TDB aos pés e NÃO, isso mesmo, não quer casar!).
O que fazer com ela? Matá-la? Enfiar juízo na cabeça a marteladas?!


E por favor... por mais que os pais delas sejam uns loucos (estão separados e desde então cada um teve tantos amantes que nem dá para contar com TODOS os dedos). Mas na minha cabeça (será que estou errada?) isso não justifica você ter um cara desses e simplesmente dizer não.

O "pobre" do Sam (se fosse ele tinha deixado essa louca para trás) estava apaixonado e resolveu jogar duro. Numa quase atípica dos machos dos romances , fez greve de sexo.

Isso mesmo... nada de vuco-vuco.
Bem... não vou contar o resto. Mas apesar da Cathie... eu RECOMENDO o livro. O Sam merece toda a nossa consideração. Outra coisa que gostei foi a descrição do trabalho em uma UTI, foi legal... nada cansativo em traumatizante.


Resumo:


Operação "casamento"

Ao segurar nos braços o bebê recém-nascido de um amigo, o anestesista Sam Wheatley sente um profundo anseio de ter seu própiro filho.
Porém, depois de dois anos de relacionamento com Cathie Morris, Sam não obteve nenhum progresso em fazê-la acreditar que ele a ama e que ela será feliz como sua esposa. Medidas drásticas se fazem necessárias, e só resta a Sam rezar para que funcionem!

2 comentários:

  1. "O que fazer com ela? Matá-la? Enfiar juízo na cabeça a marteladas?!"
    kkk, nem vou colocar seus outros comentários kkkkk
    momento de revolta é Carol??!!!

    To me acando de rir, adorei sua resenha do livro, foi quase um ato público de revolta, rsr.

    bjss amiga.

    ResponderExcluir
  2. detalhe eu queria dizer: me ACABANDO de rir, e não "acando" como digitei, rs.

    ResponderExcluir

POR ONDE AS ROMÂNTICAS PASSARAM