13/06/2009

0

Christina Dodd - A princesa raptada - Besteseller 133




Leituras de Carol nº 200

Perceberam que essa é a "leitura 200"? (risos)
E o destino não podia ter escolhido melhor. Já digo de cara, que livro ótimo!
Não é à toa que várias colegas na comu Adoro Romances estão loucas por ele.

Ainda bem que a Ilma me pediu para comprá-lo para ela e tive a oportunidade de lê-lo.

Eu já tinha achado a história da Amy boa, a da Anne então é muito melhor.

Melhor no sentido da construção dos personagens, Anne e Rainger são muito mais densos que Amy e Jermyn, mas eles são assim devido às circunstâncias pelas quais passaram e também como eles se transformam (para melhor) como pessoas.

Rainger se fingindo de bobão para conseguir entrar no convento onde Anne está é ótimo.
E boa parte do livro se passa com o casal em viagem (adoro isso) pois não tem como eles ficarem próximos.

Claro que dá uma raiva danada do Rainger por não contar logo a Anne quem ele era e simplesmente achar que só seduzindo-a irá conseguir tudo o que quer.

Só achei um pouco inverossímel ele ter conseguido enganá-la por tanto tempo, mas isso não é demérito para a história.
Ela é muito boa!

Recomendo.

Bem... só não achei legal a Nova Cultural ter pulado a história da Clarice (irmã do meio).

Resumo:
Escócia, 1810

Era uma vez uma princesa, que desapareceu sem deixar rastros... até o dia em que um príncipe a encontrou e a trouxe de volta...
Prometidos um ao outro desde o nascimento, Sorcha e Rainger estavam destinados a governar seus países juntos. Mas a revolução mandou Sorcha para um longínquo convento escocês... e Rainger para um calabouço tão profundo que corriam boatos de que ele estava morto. Agora, com a ameaça de perigo, Sorcha precisa viajar para casa acompanhada de um simples pescador... o príncipe Rainger disfarçado. Transformado pelo cárcere de rapaz despreocupado em homem perigoso, ele está decidido a reconquistar seu reino... e a mulher a quem deseja mais que a própria vida. Mas como proteger uma mulher que confia em todo mundo, que acha que cada taverna é uma oportunidade para cantar músicas despudoradas, e que cada curva na estrada lhe reserva uma nova aventura? Para manter sua princesa a salvo, Rainger precisa recorrer à sua arma mais traiçoeira: a sedução...

0 comentários:

Postar um comentário