06/10/2009

# Catherine Spencer # Leituras de Flavinha

Duas semanas de amor - Catherine Spencer - Sabrina - 1229



Leituras de Flavinha Nº 106
Duas semanas de amor(The Millionaire's Marriage)




Sua esposa novamente? Mas por amor ou por dinheiro?

Max Logan estava convencido de que Gabriella se casara com ele por causa de sua fortuna. No que lhe dizia respeito, estava tudo acabado entre ambos! Até que as circunstâncias obrigaram Max e Gabriella a ficar juntos outra vez!

Por duas semanas, os dois teriam de agir como se vivessem um casamento feliz? o que não era difícil, pois trancados no mesmo quarto, durante catorze noites, seria impossível controlar a paixão! Mas isso não era suficiente para Gabriella? Como poderia provar a Max que não era uma caçadora de fortunas, mas que se casara com ele por amor?


Eu amei esse livro. Talvez por que ele comece com uma história bem possível de acontecer, sabe? O Max casou com a Gabriella por que ela era virgem e disse estar grávida. Quando ela falou que a gravidez não existia, que era sintomática ele não acredita e passa a tratá-la com desprezo, por acreditar que ela casou com ele por dinheiro. Só que nas duas semanas que eles são obrigados a viver juntos, resolvem se dar mais uma chance.
Achei tão lindo!
Tão fofo!
Tão romântico!
Recomendadíssimo!

Um comentário:

  1. Sei lá, achei o Max não só cabeça-dura, mas também frio e calculista demais... Ele agia somente com a cabeça, nunca com o coração. Gabriela mostrou o tempo todo seu amor por ele, não tinha medo de correr atrás daquilo que queria, e ela queria o Max! Já o Max era um cara muito complicado, difícil de se entender, não sei se teria tanta paciência com ele não... E aquela assistente dele, uma verdadeira cobra criada, mas Max teve sua parcela bem grande de culpa no caso com a assistente, deu muita moral pra ela, a ponto da vagaba enfrentar sua esposa, e depois fazer a esposa se desculpar, ele pisou feio na bola! E até no final ainda se deixou ser manipulado pela vagaba quando aceitou o aviso prévio. Pela trama toda, o final poderia ter sido melhor elaborado...

    ResponderExcluir

POR ONDE AS ROMÂNTICAS PASSARAM