12/11/2009

3

Penny Jordan - Soberana sedução - Paixão 89


Leituras de Carol nº 285

Título original: A royal bride at the sheik's command
8º livro da série Leis de Niroli

Desde os tempos antigos, a monarquia de Niroli se mantém nas mãos da família Fierezza. Mas agora a linha de sucessão parece estar chegando ao fim. A ilha está dividida. Todas as esperanças se esgotaram... até que um belo príncipe do deserto chega para reivindicar seus direitos.

Sheik Kadir: Ele é o soberano de um reino no Oriente Médio, onde sua palavra é a lei... E também filho ilegítimo do rei de Niroli, fruto de um tórrido romances, Kadir é o último Fierezza na linha de sucessão. Então, ele é obrigado a deixar seu povo do deserto e buscar seu destino... e precisa de uma rainha para reinar.

Natalia Carini: Ela ama sua ilha natal e suas belezas naturais. Ser mulher de Kadir e rainha de Niroli são deveres que ela pode cumprir sem maior dificuldade. Afinal, ser esposa de um bárbaro é muito mais excitante do que tod a riqueza e o luxo da Corte. O maior desafio de Natalia será, na verdade, ganhar a confiança do homem de sua vida...

Bem, finalmente o último livro dessa série. O trono de Niroli sobrou mesmo para o sheik... por um momento cheguei a pensar que Niroli viraria república, afinal nenhum dos outros herdeiros quis o trono.

E não é que ele é filho do FDP do rei Giorgio? E o velhote FDP nem sabia? Mas é.... o rei estraga prazeres tinha um filho, mas não sabia porque Amira (que teve um affair com o rei antes de casar) só contou ao Kadir no leito de morte. Antes de ir a Niroli lá vai o sheik para Veneza resolver uns pepinos da falecida.


Lá ele encontra Natalia, que é a escolhida do FDP do rei Giorgio para casar com o filho recém-descoberto, mas.... apesar de termos webcans, internet e tudo o mais os dois não se conhecem e acabam tendo uma quente (e põe quente nisso) noite de prazer. Quando finalmente descobrem quem são de fato, Kadir tem a atitude típica de mocinhos, acha a Natalia uma vadia... tal e coisa... mas pense numa mocinha que gostei. Depois da Elena ela é a melhor de todas. Não se intimida, devolve os desaforos ao Kadir e também para a vaca da Zahra que é ex-amante (mas ainda se acha amante do Kadir).

O livro vale a pena pela Natalia, claro que o sheik é gostoso e hot, mas precisa crescer um pouco, quantos preconceitos arraigados, ômopai e olhe que estamos falando de um cara com 40 anos, mas... ficou lá com seus pensmentos fechadinhos... como diz meu amigo Ed "Kadir! Te manca"


Finalmente cheguei ao final dessa série. E só li até o 8º livro porque sou insistente, comecei algo tenho que terminar.
O que apreendi dessa série: os quatro últimos são melhores que os quatro primeiros, o que acaba depondo contra ela.

Eu li toda pelo motivo citado anteriormente, mas um leitor mais desencanado não passaria do primeiro livro. Veja o que falei dos outros
aqui . Por mais que sejam autoras diferentes (só a Penny Jordan escreve o primeiro e o último) não há motivos para tanta falta de interatividade familiar (eu sei que estou batendo na mesma tecla, mas... isso é muito importante para mim). Você tem irmãos, primos, meio-irmãos, etc e tal e somente em dois livros (Princesa Proibida e Seduzida pelo príncipe) e só.

Mas também com um FDP como rei Giorgio só podia dar nisso. Eu sinceramente pensava que ele ia morrer no último livro e deixar todos em paz. Mas tia Penny quis redimi-lo, mas para mim não colou.
Veredicto da série Leis de Niroli? Só leiam se não tiverem absolutamente NADA para ler.

3 comentários:

  1. Nossa! Com esse veredicto acho que não lerei.rsrsrsr

    bjos.

    ResponderExcluir
  2. Ai Carol, ontem estava eu sem fazer nada em casa e fiquei só navegando no bloguinho de vcs... anotei taaaaanta dica de livrinhos legais para ler... parabéns!!!

    Ah, e os comentários de vocês são muuuuito bons!!! Dei boas risadas!

    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Carol que horror..rs, eu adorei as Leis de Niroli,vc tá azeda...kkkk brincadeirinha..
    Bjos

    ResponderExcluir