06/07/2010

# Julia Históricos # Leituras de Flavinha

Proposta De Casamento - Shelley Bradley - Júlia 1436


Leituras de Flavinha n°183
Título original: A Christmas Promise

Índia e Inglaterra, 1852

Irresistível dádiva de amor...
Após a morte do marido, Juliana Archer prefere enfrentar a vida sozinha e longe de sua terra do que casar-se com o homem escolhido por seu pai. Apesar de incrivelmente belo e charmoso, Ian Pierce é tão prepotente e autoritário quanto o pai dela... Mas Ian a surpreende quando vai até a Índia para encontrá-la e faz uma proposta tentadora! Decidido a conquistar Juliana, Ian não se surpreende com a recusa a seu pedido de casamento, mas fica esperançoso quando ela concorda em conhecê-lo melhor., durante a viagem de volta à Inglaterra. Ian promete a si mesmo retirar o pedido, se Juliana conseguir convencê-lo de que não sente nada por ele... mas jura também que, antes do fim da viagem, convencerá Juliana de que vale a pena render-se a uma paixão que ela .insiste em negar com palavras, mas que é incapaz de conter no brilho dos olhos, sobre as ondas do oceano e à luz do luar...

Vamos começar dizendo que a Juliana é uma tapada idiota. ou uma idiota tapada. VEJA: O Ian sempre quis casar com ela. Mas, porque o pai dela aprovava o rapaz ela não quis. Então Juliana achou um cafajeste de nome Geoffrey, QUE TODA A INGLATERRA sabia que era um cafajeste, pra se casar.

O Ian pagou uma prostituta para ir pra cama com o Geoffrey para provar para juliana que o cara era um cafajeste e (mesmo encontrando o "noivo" com as calças na mão) a Juliana acreditou em quem? No Geoffrey claro! Casou, viveu uma vida miserável na Índia, comeu o pão que o diabo amassou até ficar livre de vez do imprestável viúva. E então, lá vai o Ian buscá-la de volta. Ainda interessado em casar com ela. (:o)


Sim meus amigos, tudo bem que ele só recebe sua parte da fortuna do pai depois de casado, mas o Ian realmente quer casar com ela. E o que a Juliana faz? Não aceita e faz doce, claro!

Pior! Ela resolve encontrar outro homem pra casar... e acaba descobrindo que apesar de ser filha de um conde, seu nome foi pra lama quando fugiu pra casar com o plebeu Geoffrey. (É. Ela FU-GIU!)

Ou seja, descobre que não vale nada como noiva, mas mesmo assim Ian quer casar com ela... E então ela aceita casar? Não senhoras e senhores, ela ainda fica fazendo doce e a partir daí eu perdi a paciência.

Ah, ela finalmente aceita o ian lá pro final do livro se vocês quiserem ler. A minha dica é: Passe longe!

Obs: Peguei a imagem no blog da Lilith.

5 comentários:

  1. Odiei Juliana, affffffffffffffffffffff


    Ian querido se quiser me fazer uma visitinha na Bahia será muito bem vindo, rsrs

    ResponderExcluir
  2. Ai, ai meninas! Adoro esses comentários que vocês fazem sobre os livros! Sempre rio muito com eles!!!

    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Ah sei lá, não fez muito meu tipo rsrs

    xx
    Ana

    ResponderExcluir
  4. Geeeeeeente, como tenho abuso de mocinhas que fazem doce! Simplesmente não aguento uma retardada evitando ficar com um moço-tudo-de-bom-que-todo-mundo-quer. Simplesmente, não acredito que exista uma mulher idiota assim - a não ser que seu gosto sexual seja outro. Então, o livro não desce. Adoro as mulheres apaixonadas, que sofrem que lutam pelo que querem e vão atrás da sua felicidade e não de uma tragédia anunciada.

    OBrigada pelo comentário Flavinha. Evitou que caisse na besteira de pegar esse livro e passar muita raiva.

    ResponderExcluir

POR ONDE AS ROMÂNTICAS PASSARAM