[FECHAR]

27/02/2012

# Leituras de Carol # Novo Conceito

T. Greenwood – Um Mundo Brilhante – Novo Conceito


Leituras de Carol nº 618
Título original: This glittering world

Quando o professor Ben Bailey sai de casa para pegar o jornal e apreciar a primeira neve do ano, ele encontra um jovem caído e testemunha os últimos instantes de sua vida. Ao conhecer a irmã do rapaz, Ben se convence de que ele foi vítima de um crime de ódio e se propõe a ajudá-la a provar que se tratou de um assassinato. Sem perceber, Ben inicia uma jornada que o leva a descobrir quem realmente é, e o que deseja da vida. Seu futuro, cuidadosamente traçado, torna-se incerto, pois ele passa a questionar tudo à sua volta, desde o emprego como professor de História, até o relacionamento com sua noiva.
Quando a conheceu, Ben tinha ficado impressionado com seu otimismo e sua autoconfiança. Com o tempo, porém, ela apenas reforçava nele a sensação de solidão que o fazia relembrar sua infância problemática. Essa procura pelas respostas o deixará dividido entre a responsabilidade e a felicidade, entre seu futuro há muito planejado e as escolhas que podem libertá-lo da delicada teia de mentiras que ele construiu.
Esta, enfim, é uma história fascinante sobre o que devemos às pessoas, o que devemos a nós mesmos e o preço das decisões que tomamos.

O que seria mais um dia normal na vida de Ben Bailey se transforma drasticamente quando ele encontra, na porta da sua casa, o corpo sem vida de Ricky Begay.

Nós temos a tendência de culpar as outras pessoas pelos nossos problemas e ver a forma como T. Greenwood escreveu um fragmento da vida de Ben Bailey só fez reforçar essa minha crença.

A decisão de Ben em ir à fundo ao investigar a morte de Ricky Begay é digna de admiração, mas ver que a sua persistência é mostrada apenas com algo que está fora da sua convivência e que ele não consegue dar sentido a vida que ele mesmo construiu é concomitantemente digno de pena.

Sabemos que um relacionamento é feito de duas pessoas e que Sara também tem sua parcela de culpa, mas ver que Ben (afinal é a visão dele que vemos retratada no livro) preferiu viver de mentiras ao invés de desistir ou buscar melhorar a vida dele com Sara me deu nos nervos (não vou mentir que essa imobilidade dele me incomodou demais).

Cada nuance do mundo de Ben é dividida pela autora através das cores (Vermelho, Azul, Amarelo, Preto & Branco e Brilhante) cada cor marca uma fase dessa história.   


O pano de fundo sobre o preconceito existente com as questões indígenas nos Estados Unidos foi tratado de forma bem interessante.

Para quem está acostumada a ler histórias onde o final feliz é dado como certo, ler “Um Mundo Brilhante” foi como uma conexão mais forte com a realidade. 

Obs.: A capa feita pela Novo Conceito para este livro é linda, mostrei a meu colega que é designer e ele também elogiou. 

A autora:


T.Greenwood escreveu seis romances, incluindo Two Rivers e The Hungry Season. Recebeu vários prêmios e verbas para se dedicar à literatura, incluindo a Verba Nacional para Literatura e Artes e uma concessão do Conselho Artístico do estado de Maryland. A autora mora em San Diego, na Califórnia, com seu marido e suas duas filhas, onde dá aulas de redação criativa, estuda fotografia e continua a escrever.
Ela tem site, twitter  e página no Facebook
 
Confira o booktrailer



Nenhum comentário:

Postar um comentário

POR ONDE AS ROMÂNTICAS PASSARAM