21/05/2012

7

Nora Roberts – Segunda Natureza – Bestbolso Harlequin


Leituras de Carol nº 640
Título original: Second nature

O magnetismo de Lee Radcliff é o suficiente para fazer com que Hunter Brown abra mão de uma vida excêntrica e reclusa para passar duas semanas acampando com ela. Na verdade, Lee deseja apenas uma entrevista com Hunter, um célebre escritor de romances de terror. Entretanto, após conhece-l o como homem, ela terá de optar entre publicar uma matéria exclusiva e escutar a voz do coração.

Rebecca me emprestou esse livro porque a Lee é jornalista. E claro que eu deveria lê-lo. Nora mais uma vez coloca um casal com personalidades bem diferentes que se sentem atraídos um pelo outro. Como sempre ela consegue conduzir a história sem muitas interferências externas e mesmo assim você não acha a história chata.

Apesar de achar que a Lee bem que poderia ter conciliado a carreira de jornalista com a de escritora.

Um dos pontos altos para mim foi quando Hunter conta para Lee o que ele fazia antes de ser um escritor de sucesso no gênero terror/suspense. Ele escrevia romances água com açúcar!

E Nora faz (através de Hunter) uma defesa veemente desse gênero literário.

“... - Que tipo de coisa você fazia?
- Escrevia romances água com açúcar.
Ele arremessou o cigarro no fogo.
- Escrevia... você?
Ele analisou o rosto incrédulo de Lee antes de se recostar novamente. Estava acostumando com a crítica daquele tipo de ficção e, quase sempre, se divertia com ela....
....
- A maioria dos romances tem algum tipo de relação com isso. Os de água com açúcar apenas têm o amor como foco principal em vez de usá-lo como um artifício ou como um enredo secundário.
- Mas você não sentia que estava desperdiçando seu talento: - Lee conhecia a habilidade dele de prender o leitor desde a primeira página, desde a primeira frase – Eu entendo a questão de ter de colocar comida na mesa, mas...
- Não – cortou – Nunca escrevi por causa do dinheiro, Lenore, assim como o romance que você está escrevendo também não visa lucros financeiros. Quanto a desperdiçar meu talento, você não deveria olhar com desprezo para algo que não compreende.

7 comentários:

  1. Mais uma dica que gostei de saber.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  2. Uiii e que defesa... eu me encolheria toda depois dessa... bem que ela podia dormir sem essa... hahaha
    Muito interessante um mocinho que escrevia romances água com açúcar... nunca tinha visto...
    Gostei muito dele!!! Vou procurar!!!

    ResponderExcluir
  3. Aaaah! Eu li ele no Amor de Verão!
    Lembro de ter gostado muito!

    ResponderExcluir
  4. Adorei!!!!
    "você não deveria olhar com desprezo para algo que não compreende."
    só esse trecho já diz tudo!!
    Vou atrás desse livro!!

    Bjosss

    ResponderExcluir
  5. Já li esse livro.Gostei muito.

    ResponderExcluir
  6. Adoreiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii. Vou comprar!!!

    ResponderExcluir