01/11/2012

1

Lauren Myracle - Shine - Editora Pandorga


Leituras de Flavinha nº 403

Um rapaz surrado, amarrado e deixado para morrer, palavras de ódio rabiscadas em seu peito...
Uma garota se recusando a viver sua vida, subjugada por um segredo vergonhoso...
Uma cidade sulista unida, repleta de pobreza, grupos fechados, bêbados e intolerância...

Bem, eis mais um livro narrado em primeira pessoa. Vocês já devem saber que não gosto muito, acho cansativo, chato mesmo. Bem, nesse livro ainda tem o fato de que quem está contando a história é uma adolescente e Jesus! Adolescentes podem ser muito confusos!

Um grupo de adolescentes numa cidadezinha onde as pessoas varrem a sujeira para debaixo do tapete. É assim quando Cat é molestada por um dos garotos do grupo. E é assim quando Patrick ( um adolescente homossexual)  é atacado brutalmente e vai parar no hospital, em coma. Todos ignoram (inclusive a polícia) a busca pelos responsáveis, afinal, ele era gay, então mereceu o que lhe aconteceu.

Daí a Cat que é a "melhor amiga" do rapaz resolve dar uma de detetive e começa a fazer perguntas e incomodar as pessoas. Ela tem certeza que foi um dos garotos do grupo que fez isso. Suas perguntas levam ela na direção certa e a descoberta é surpreendente pra ela. Eu desconfiei da pessoa! ;) 

Gostei do livro. Acho que se fosse em terceira pessoa seria melhor, mas, o enredo é bom. Mostra bem o preconceito das pessoas, até mesmo aquelas tementes a Deus, que frequentam a igreja e são tão puras de coração, mas, acham que é normal o que aconteceu com Patrick. Óbvio que o fato de uma adolescente resolver um crime sozinha é inverossímel, mas é um livro interessante pela abordagem do tema. Apesar de não ser um romance é um bom livro.

Um comentário:

  1. O título me fez lembrar de um filme com esse nome só que era a respeito de uma mulher com câncer no joelho. Fiquei surpreendida com sua resenha e gostei demais. Eu não conhecia o livro e desejo ler.

    ResponderExcluir