09/11/2012

1

Susan Mallery – Um Gosto de Vida – Harlequin


Leituras de Carol nº 673

Título original: Sweet Talk

Existe algo mais doce do que o primeiro amor? Não pergunte para Claire Keyes. Aos 28 anos, ela é considerada um prodígio do piano. Porém, em seu currículo amoroso não há um relacionamento sério, tampouco um caso de verdade. Sua carreira de concertista deixou pouco espaço para amigos e parentes. E é por esse motivo que Claire não visita Nicole e Jesse, suas irmãs, nem a tradicional confeitaria da família há anos. Mas agora Nicole está doente e já faz tempo que Jesse desertou. 

Sem considerar o fato de Claire não saber botar água para fever, ela está determinada a bancar a dona de casa. Criar laços com as duas irmãs está no topo de sua lista... junto com se apaixonar ou, pelo menos, ser seduzida pela primeira vez. Apesar de ser um homem tão atraente quanto sério, pode ser que Wyatt se encaixe nos planos de Claire. Embora não pare de dizer que ambos vêm de mundos diferentes, ele fica mais aceso do que forno de padaria sempre que ela se aproxima. Se continuar assim, talvez Claire dê a ele uma chance... e deixe um gostinho de quero mais.


Aproveitando a ocasião romântica, afinal hoje é Dia dos Namorados, nada como um ótimo romance.

Eu demorei a adquirir esse livro (considerando que divulgamos o lançamento aqui no dia 24/06/11), admito, comprei-o a poucos dias depois de uma promoção irresistível na Saraiva. Mas não demorei a lê-lo, ele subiu igual foguete para o topo da montanha de livros a serem lidos que tenho.

E (como já imaginava) não me arrependi. Susan Mallery conduz a história de forma muito doce (considerando que uma confeitaria é pano de fundo é quase redundante). Claire quer reconstruir sua vida, a intervenção de Jesse vem a calhar. Ela volta para a casa e tem que lidar com o ódio da irmã (Nicole) e o desdém de Wyatt.

É uma história de aprendizado, aprender como se virar sozinha, aprender a perdoar, aprender a ouvir, aprender a ver o outro lado da mesma questão. Claro que dá um ódio imenso da Nicole e também da Jesse, mas pelo menos a primeira começa a se redimir (mas admito que não me convenceu).

Wyatt é um cara que sofreu, teve que se virar para ser pai e mãe ao mesmo tempo e para isso (como classicamente acontece em nossos adorados romances) se fecha e quer o controle das emoções, por causa dessa atitude em vários momentos quis dar uns tabefes nele. Durante todo a leitura eu só conseguia vê-lo como o Channing Tatum não sei porque (risos).




Keyes Sisters

Sweet Talk - Um Gosto de Vida
Sweet Spot - Um Gosto de Amor

Sweet Trouble - Um Gosto de Esperança


Um comentário:

  1. Curiosa demais, pelas capas fofinhas. =)
    Adorei a resenha, eu gosto de ver o mocinho sofrendo para lidar só com uma criança, hehehe, pena que durante o aprendizado ele vá ficando meio "rude", mas nada q uma mocinha paciente ou teimosa não resolva. E coitada, uma irmã odiosa é raiva eterna.

    ResponderExcluir