01/01/2013

1

Colleen Houck - A Maldição do Tigre - Arqueiro



Leituras de Carol nº 683
Título original: Tiger's Curse

Kelsey Hayes perdeu os pais recentemente e precisa arranjar um emprego para custear a faculdade. Contratada por um circo, ela é arrebatada pela principal atração: um lindo tigre branco. Kelsey sente uma forte conexão com o misterioso animal de olhos azuis e, tocada por sua solidão, passa a maior parte do seu tempo livre ao lado dele. O que a jovem órfã ainda não sabe é que seu tigre Ren é na verdade Alagan Dhiren Rajaram, um príncipe indiano que foi amaldiçoado por um mago há mais de 300 anos, e que ela pode ser a única pessoa capaz de ajudá-lo a quebrar esse feitiço. Determinada a devolver a Ren sua humanidade, Kelsey embarca em uma perigosa jornada pela Índia, onde enfrenta forças sombrias, criaturas imortais e mundos místicos, tentando decifrar uma antiga profecia. Ao mesmo tempo, se apaixona perdidamente tanto pelo tigre quanto pelo homem.


Inconscientemente entrei numa fase YA. Depois de Anna e o Beijo Francês e O Segredo das Sombras eis que finalmente termino a leitura de um dos livros do gênero que mais fez sucesso em 2011. E entendo perfeitamente o porquê.

Para mim é bem simples perceber porque este livro é legal.

1 - Não se passa numa escola (isso para mim é sempre bom);
2 - Efetivamente este tem aventura;
3 - Saímos dos lobisomens, vampiros e anjos (dessa vez temos um tigre).

Na verdade temos mais de um. O que me faz lembrar daquele trava língua "Um tigre , dois tigres , três tigres. Três tristes tigres trigo comiam" #reminiscênciasdainfância #caroldevaneia

A sinopse já adianta muita coisa, o que ela não diz é que Ren (o tigre branco) é uma mistura de James Bond, com Antonio Banderas e Brad Pitt (dizer que é tudodebomgostosoehot é redundância nesses casos).  Kishan (o irmão mais novo e o tigre preto) também aparece na história, mas é só um prelúdio para o livro 2.

Gostei bastante do clima Indiana Jones que a parte aventureira do livro nos traz (cavernas, macacos vampiros #oi?, estátuas de deuses, etc). A autora descreve bem os sentimentos de Kelsey e as mudanças que ela passa devido a essa aventura. Também gostei da interação romântica entre o casal, mas senti falta da visão de Ren sobre o ocorrido (afinal ele passou 350 anos como tigre) e também achei a adaptação dele ao "mundo humano" muito rápida. A de Kishan (que Colleen também trata) é um pouco mais realista.

A única vantagem de ter lido tão tardiamente este primeiro livro da série é que já posso ler os demais sem ficar naquela curiosidade insana.

Saga do Tigre

O Resgate do Tigre
A Viagem do Tigre
Tiger's Destiny

Um comentário:

  1. Sempre que vejo esse livro fico admirada com essa capa tão linda, mas nunca lembrava de ler a sinopse do livro. Lendo aqui, junto com a tua resenha, fiquei com uma enorme vontade de ler, já coloquei na listinha de leitura e da próxima vez que o encontrar, vou comprar com certeza.

    Bjs e feliz 2013.

    ResponderExcluir