13/03/2013

0

Danilo Beyruth - Astronauta Magnetar - Panini



Leituras de Rebecca nº 41

O Astronauta visita uma galáxia distante para estudar um magnetar, uma estrela de nêutrons que possui um campo magnético estimado em um bilhão de teslas. Mas ele comete um erro que pode custar a sua vida.

Agora, com a nave danificada e sem comunicação, ele está "náufrago no espaço" e precisa encontrar uma forma de escapar antes de ser derrotado pela insanidade que insiste em tomar sua mente. E a saída pode estar em aliar a tecnologia aos ensinamentos de seu velho avô, há tanto tempo falecido.


O Astronauta é um dos meus personagens preferidos do Maurícico de Souza. Ele desbravava o universo em busca de novos horizontes e conceitos, não tinha medo do desconhecido e eu ainda criança viajava junto e sonhava poder ir além do que minha própria realidade apresentava. Eu pensava "Vai indo e descobrindo as coisas que um dia eu vou também!" Rsrsrsrsrsrrsrs!

Cresci mas nunca esqueci dele até que um dia descobri essa edição e devorei rapidinho. Li mais uma vez e outra, a história me prendeu de uma forma que só Moebius conseguiu, não foi cansativo, foi instigante.


Meu maior medo era que houvesse uma descaracterização do personagem, mas ele estava lá, nos traços competentes de Danilo Beyruth e nas cores cristalinas de Cris Peter.  Aventura e exploração numa sequência gráfica hipnotizante contando a agonia do Astronauta preso em Magnetar e lutando para sair dali com vida. O quadrinho respeitou os antigos fãs e tem competência suficiente para arrebanhar mais um tantão de gente. A história é bastante adulta,  muito bem estruturada e me deixou com gostinho de quero mais. E eu quero muito mais!

0 comentários:

Postar um comentário