22/05/2013

# Cuco # Julia Crouch

Julia Crouch - Cuco - Novo Conceito






Leituras de Rebecca nº50

Polly é a mais antiga amiga de Rose. Então quando ela liga para dar a notícia que seu marido morreu, Rose não pensa duas vezes ao convidá-la para ficar em sua casa. Ela faria qualquer coisa pela amiga; sempre foi assim. Polly sempre foi singular — uma das qualidades que Rose mais admirava nela — e desde o momento em que ela e seus dois filhos chegaram na porta de Rose, fica óbvio que ela não é uma típica viúva. Mas quanto mais Polly fica na casa, mais Rose pensa o quanto a conhece. Ela não consegue parar de pensar, também, se sua presença tem algo a ver com o fato de Rose estar perdendo o controle de sua família e sua casa. Enquanto o mundo de Rose é meticulosamente destruído, uma coisa fica clara: tirar Polly da casa está cada vez mais difícil.


Quem já ouviu as palavras "Amiga da Onça" vai entender exatamente essa história. Percebi que Polly e Rose tem uma amizade bem desequilibrada desde o ínicio, quando ainda moravam juntas. Polly vivia como se não houvesse amanhã e não se preocupava consigo nem com os outros, Rose vivia segurando a onda da amiga autodestrutiva e mal percebia a cobra que estava criando. Sempre que Polly estava por perto, Rose se sente insignificante, não há espaço pra ela nem quando está dentro de sua própria casa e com sua família.

Uma das coisas que eu mais gostei nesse livro foi que não há mocinhos e bandidos, todos os personagens são humanos e possuem falhas. Rose é uma pessoa com uma autoestima tão baixa que se sente mal até quando é maltratada pelo marido por ter ficado grávida! Como assim?! Ela fez sozinha por acaso? Já Polly é um poço de sedução, onde passa chama a atenção de todos. É tão magnética que mesmo esquelética, suja e com overdose conseguiu roubar o namorado da amiga. Com uma amiga dessa ninguém precisa de inimigo né? Julia Crouch mexe com uns medos possíveis, quando nos sentimos ameaçados em nossa própria casa, por aquela pessoa que chamamos de amigo.

Esse livro é fantástico, demorei pra ler pois me envolvia tanto na história que dava vontade de jogar o livro pela janela de tanta raiva que eu tinha de alguns personagens. Um excelente suspense que mostra que o pior monstro pode estar do nosso lado. Muito bom! Recomendo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

POR ONDE AS ROMÂNTICAS PASSARAM