17/05/2013

# Editora Planeta # HOT

Portia da Costa - Bem Profundo - Editora Planeta


Leituras de Carol nº 715
Título original: In Too Deep

Uma das tarefas de Gwendolyne é esvaziar todos os dias a caixa de sugestões da biblioteca. Um dia, Gwen encontra uma carta direcionada a ela, e se trata de uma proposta indecente. Um homem misterioso começa a lhe mandar correspondências de perder a cabeça e fica claro que ele não quer ficar só no papo! Suas ideias são chocantes, mas excitam Gwen. 

Enquanto sua imaginação está a mil, ela ainda precisa lidar com o professor Daniel, que está fazendo uma pesquisa temporária na biblioteca. Um homem espetacular, em sua opinião. Gwen começa a fazer avanços sobre o professor inspirada pelas cartas picantes que recebe do admirador secreto. 

Personagens apaixonantes e um final surpreendente completam este erótico que tira o sono até das almas mais puras. Alguns envolvimentos vão longe demais, e não é possível escapar do que é bem profundo.

Na onda dos livros HOT consegui numa troquinha do Skoob esse livro.
Não tinha altas expectativas por ele, mas no decorrer da leitura ele me conquistou.

Gwen é um bibliotecária que, de certa forma, está frustada com a vida, principalmente a sexual, o ex-marido nesse aspecto foi.. traumático. Em seu trabalho ela lida todos os dias com pessoas e, como responsável pela caixa de sugestões, vai cumprir mais um dia dessa tarefa. A surpresa do dia fica por conta de uma carta onde um admirador secreto não esconde o seu desejo por ela e o que gostaria de fazer. 

A forma como Portia da Costa faz os personagens se portarem, os diálogos de Gwen com ela mesma... fora os pensamentos libidinosos com Daniel... o  "professor gostoso" também denominada por ela como "McLindo"

Ai ai ai... o professor (que me deu a pinta de um Indiana Jones) me conquistou. Gosto destes personagens "fora do comum" (afinal por fora ele é um quase sisudo professor) mas por dentro é um tudodebomgostosoehot E safado hahahaha. Não vou dizer que desgosto quando os mocinhos são bilionários... tal e coisa, mas é um frescor ter um personagem masculino que sai desse estereótipo.

O "romance" em si não é tônica, mas a realização das fantasias de cada um. 
Para quem gosta do gênero, recomendo.

Para quem gosta de uma coisinha mais água com açúcar, não leia... talvez o "grafismo explícito" das cenas de sexo pode "chocar".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

POR ONDE AS ROMÂNTICAS PASSARAM