29/05/2013

# Canção De Susannah # Editora Objetiva

Stephen King - Canção De Susannah (A Torre Negra Vol. 6) - Editora Objetiva


Leituras de Rebecca nº 48

O penúltimo de sete volumes dessa obra imensa de Stephen King, a Canção de Susannah, é muito mais do que uma eletrizante história de vigoroso suspense. Também é uma revelação - e uma chave fascinante para o desenrolar do mistério da Torre Negra.  


Susannah é um dos personagens mais complexos da trama, sua personalidade é partida em pedaços, não tem as duas pernas, foi para um mundo totalmente diferente e ainda conseguiu se tornar uma excelente atiradora. Achei legal que King tenha dedicado este livro para amarrar todas as pontas soltas. Engraçado que percebi que muitas dessas pontas estão ligadas a Susannah - agora finalmente um ser completo - que conseguiu unir todas as suas múltiplas personalidades - Susannah, Detta e Odetta. Justo agora que ela é um único ser, uma entidade a possui para que ela possa gestar a criança destinada a matar o Pistoleiro. Ela pra mim é uma representação da própria Torre Negra, é o início e o fim. 

Em paralelo Roland e Eddie vão para nosso mundo em 1977, quando precisam proteger o ser mais precioso daquele momento e que se for destruído as realidades irão se chocar. Não me perguntem como, mas o próprio autor vai estar nessa aventura também e muita coisa vai se conectar na trama por causa disso.

Pra mim esse foi um dos livros mais empolgantes até agora. Tudo é muito surpreendente e fantástico,  uma história maravilhosa, tecida com muito cuidado para que cada detalhe seja útil. Agora é o momento de entender que Roland não luta só pelo reino dele, mas por todos os mundos que a torre sustenta.

"Vá, então. Há outros mundos além desses."  Jake

Nenhum comentário:

Postar um comentário

POR ONDE AS ROMÂNTICAS PASSARAM