01/05/2014

# Eloisa James # Leituras de Carol

Eloisa James - Paris Apaixonada - Leya


Leituras de Carol nº 794
Título original: Paris in Love

Em 2009, a autora best-seller do New York Times Eloisa James deu um passo com o qual muitas pessoas sonham: vendeu a casa, tirou um ano sabático no emprego de professora universitária de Literatura Shakespeariana e mudou-se com a família para Paris. Paris Apaixonada: Um Livro de Memórias que registra seu alegre ano em uma das mais belas cidades do mundo.

"No início do nosso ano na França, eu decidira que comeria de maneira aventureira enquanto estivesse aqui e, neste espírito, eu havia pedido uma iguaria local: tête de veau. Cabeça de vitela. Agora eu via que a tête havia sido transformada em uma pequena torta – sobre a qual uma crista de galo avermelhada e flácida servia de decoração. Monsieur le Garçom reapareceu e explicou que a crista de galo cozida era o acompanhamento perfeito para uma torta recheada de cérebro e que eles deveriam ser consumidos juntos. Foi quando Luca abandonou seu protesto silencioso e fez sua primeira contribuição para sua festa de 16 anos: um exagerado barulho de regurgitação."

Não é à toa que a "mensagem" na capa é da Elizabeth Gilbert... de Comer, Rezar e Amar (que eu já li).
Eloisa faz nesse livro o que milhões de pessoas têm vontade. Passar um ano sabático em Paris. 

Sei que é pecado capital, mas senti MUITA INVEJA dela. Tantas descrições das maravilhas de morar na cidade luz.

E ainda bem que estou seguindo uma dieta, caso contrário teria engordado horrores, pois COMEM nesse livro viu! (risos). Não é à toa que ela mesma diz que engordou muito ao conhecer a gastronomia que é servida na França (afinal nem só de nouvelle cuisine ou cordon bleu se vive em Paris). 

Eloisa escreve de uma forma que nos faz sentir que somos próximas dela. Em vários momentos me senti como uma vizinha querida. Ri com as peripécias de Anna na escola, fui indulgente com a "aborrecência" de Luca. Encantei-me com Alessandro e voltei a rir com as histórias sobre Milo. 

No início do livro ela nos conta que ele nasceu da compilação de postagens nas redes sociais e se você for fuçar a fan page da autora vai ver várias passagens do livro lá. 

Eu adorei o livro, mas ao mesmo tempo fiquei frustrada... pois agora quero TODOS os livros históricos dela publicados aqui no Brasil.
E aí Leya? Há possibilidade?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

POR ONDE AS ROMÂNTICAS PASSARAM