[FECHAR]

24/06/2014

# Leituras de Carol # Mhairi McFarlane

Mhairi McFarlane - Desde o primeiro instante - Novo Conceito


Leituras de Carol nº 801
Título original: You Had Me At Hello


Rachel acabou de romper um noivado e está decidindo o que vai fazer da vida. Quando ela se encontra casualmente com Ben, um amigo dos tempos da faculdade, seu coração balança. Na época não rolou, mas agora ele parece tão mais interessante... O problema é que Ben está casado, “fora do mercado”, como se costuma dizer. Ok, hora de partir para outra. Rachel não é nenhuma mocinha ingênua, dessas que se deixam levar pela emoção. O fato de Ben ser lindo, educado, engraçado, nobre e fiel não é suficiente para tirar Rachel do seu eixo. Claro que não. Na verdade, ele é O Companheiro Perfeito. Pena que seja tão fiel! Apaixonar-se pelo melhor amigo é o sentimento mais gostoso do mundo, mas também é assustador.


Essa é uma história de encontros, desencontros e recomeços. Depois de 13 anos de relacionamento, Rachel se vê agora solteira. A carreira (de jornalista) vai naquele ritmo, nada de bom (mas também nem de ruim) acontece. Ela também tem um trio inusitado de amigos Caroline (a certinha, que está casada), Mindy (apelido de Parminder) e Ivor (que tem nome russo e adora tênis japoneses). Eles buscam ajudá-la nesse momento difícil, mas eles também têm os seus "problemas" para lidar.

Mas então ela reencontra Ben, amigo dos tempos da faculdade. Ele continua da mesma forma (lindo, engraçado, etc e tal). E, apesar de lutar contra, Rachel volta a se apaixonar. Mas há uma "pedra no meio do caminho" Ben está casado e é fiel a esposa.

A autora nos conta como Rachel e Ben se envolveram através de flashbacks e só no terço final do livro explica o porquê eles passaram tanto tempo distantes, eu já imaginava que motivo fosse o usado pela autora (sorry não vou contar). E para deixar Rachel ainda mais confusa, um super problema (envolvendo ética jornalística) e ela quase perde o emprego. 

Não tinha expectativa com este livro, pois nem conhecia a autora e gostei do texto e a forma como ela conduziu e história, apesar de achar que ela poderia ter mostrado um pouquinho mais vida de Ivor e Mindy. É aquele tipo de livro para ler numa preguiçosa tarde (ou se você não gosta de futebol, aproveitar este mês "copístico" e se jogar na leitura).



 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

POR ONDE AS ROMÂNTICAS PASSARAM