20/08/2014

1

K.J. Wignall - Sangue - Trilogia O Vampiro de Mércia, Vol. 1 - Bertrand Brasil


Leituras de Rebecca nº97

"Blood" (Mercian Trilogy #1) — 1256. Will estava destinado a ser o Conde de Mércia, mas não viveu o bastante para herdar o título, já que foi acometido por uma estranha doença aos 16 anos de idade. Mesmo assim, apesar de sua morte – e de seu enterro –, ele não está nada morto. Ao longo das páginas, o leitor vai compreender um pouco sobre esta condição de Will. Descobrir que ele está existindo entre a vida e a morte. Ocasionalmente hiberna, sempre esperando que a morte lhe chame e, toda vez que desperta, enterrado no solo, tem uma breve lembrança do primeiro pânico que sentiu em 1349. 

Acende a luz minha gente pois esse livro é muito sombrio! 
Lá fui eu para o universo que K. J. Wignall criou, pensando que era mais uma história de vampiro e na verdade não foi bem isso. 
Pra começar o vampirismo não é o ponto central da história, e sim o que aconteceu com o personagem. Will sofreu uma moléstia quando tinha dezesseis anos e foi enterrado após ter morrido, mas o que as pessoas não sabiam era que isso foi apenas uma etapa da transformação pela qual ele passou. E como se não fosse aterrorizante o suficiente acordar dentro de um caixão,  Will percebe que algo ou alguém o está perseguindo. Isso acontece desde o século treze, porém, agora ele desperta mais uma vez e conhece Eloise, coincidência? Será? E pela primeira vez em séculos Will arranja um amigo.Ou será que a profecia do mendigo está acontecendo? Adorei cada nó que o autor deu na trama, quero saber como ele vai desatar tudinho.
Como era de se esperar no primeiro livro de uma trilogia, o autor não se aprofundou muito, isso me deixou com um gostinho de quero mais. A única coisa que me incomodou são as partes onde há ação e tudo foi descrito de um jeito meio blasé, espero que isso evolua nos próximos.
Recomendo para quem curte livros sombrios e que tem uma lanterna carregada por perto. Hihihihhihihi!


Um comentário:

  1. Esse livro é péssimo! Personagens fracos e mal desenvolvidos, sem falar na história que não existe.

    Lendo sua resenha, até parece que está falando de um livro diferente. kkkkk

    Enfim, gosto é gosto.

    Bjs

    ResponderExcluir