28/10/2014

# Geração Editorial # Lançamentos

Lançamentos Geração Editorial - Outubro 14

Sei que o mês está acabando... mas é sempre bom ver lançamentos!


Não fique por fora dos temas que agitam o país. Veja aqui o que você precisa saber para entender,opinar e debater política e atualidades. O pior analfabeto é o analfabeto político. Ele não ouve, não fala, nem participa dos acontecimentos políticos. Ele não sabe que o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, da farinha, do aluguel, do sapato e do remédio dependem das decisões políticas. O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política. Não sabe o imbecil que, da sua ignorância política, nasce a prostituta, o menor abandonado, e o pior de todos os bandidos, que é o político vigarista, pilantra, corrupto e lacaio dos exploradores do povo. Bertolt Brecht

Sobre o autor:
Míriam Moraes é especialista em jornalismo político, membro da Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo) e pedagoga.





Em “Todavia”, cidade do interior baiano, tudo pode acontecer…
…e acontece. Nos anos 1950, começando com uma explosão durante uma missa em louvor à Santa Rita dos Impossíveis. Uma fábrica de fogos pega fogo, mas todos acham que o barulho é devido às comemorações pela vitória do Brasil contra a seleção sueca. O responsável: o porco de um enfermeiro. Um inventor improvisado acredita que, com os restos de sucatas que vai encontrando, poderá construir um helicóptero, o “Águia de Todavia”, e até marca o dia para seu lançamento. A geringonça voará? Este e muitos outros relatos desfilam numa sucessão de acontecimentos vertiginosos na cidadezinha imaginária baiana criada pelo jornalista e romancista Fernando Vita, que compõe um mosaico debochado, escatológico e cheio de aventuras populares com tipos folclóricos neste seu segundo livro, depois de “Cartas anônimas”.

Sobre o autor:
FERNANDO VITA é um jornalista nascido em Santo Antônio de Jesus, Bahia. Teve atuações destacadas no jornal “A Tarde”, de Salvador, e também participou do mitológico jornal carioca “O Pasquim”, que se notabilizou na luta contra a ditadura militar nos anos 1970. Vita escreveu um romance premiado, “Tirem a doidinha da sala que vai começar a novela”, e teve sucesso de público com “Cartas anônimas”, romance publicado pela Geração Editorial em 2011 onde deu início às sagas de Todavia.

O lançamento deste vai ser dia 04/11 mas não podia deixar de falar dele logo!



Uma invasão inusitada surpreendeu São Paulo em junho de 2013: misturados aos ingênuos manifestantes que reclamavam de tarifas de transportes, mascarados quebravam portas de bancos e enfrentavam com violência a própria polícia. Quem eram eles? "Mascarados — a verdadeira história dos adeptos da tática Black Bloc", escrito por Bruno Paes Manso, Esther Solano e Willian Novaes, leva o leitor para dentro das manifestações que tiraram o sono das autoridades do Brasil.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

POR ONDE AS ROMÂNTICAS PASSARAM