[FECHAR]

12/01/2017

# Intrínseca # Leituras de Rebecca

Ransom Riggs - Contos Peculiares - Intrínseca








Leituras de Rebecca n°134          

O livro dentro dos livros, Contos peculiares é a coletânea de contos e fábulas citada ao longo da série O lar da srta. Peregrine para crianças peculiares — o livro com as histórias que os jovens peculiares escutam sua protetora contar e recontar.
Um menino que vira gafanhoto e foge com um grupo de gansos; uma princesa com língua de cobra à procura de um príncipe com quem se casar; canibais ricos que comem braços e pernas de peculiares que têm o dom de se regenerar são alguns dos personagens dessas narrativas que há séculos povoam o imaginário dos peculiares, oferecendo não apenas valiosas lições, mas também pistas para informações secretas, como a localização exata de certas fendas temporais, por exemplo. Compilado por Millard Nullings, o menino invisível acolhido no lar da srta. Peregrine, o livro inclui surpreendentes comentários e notas, além de um desfecho alternativo para a tocante história do gigante Cuthbert, já conhecida dos leitores da série.
Inusitado, surpreendente e divertido, Contos peculiares é ao mesmo tempo um delicioso complemento e uma porta de entrada para o rico universo criado por Ransom Riggs; um verdadeiro presente para quem não resiste à magia das boas histórias.



Adoro o tipo de obra que expande o universo e conta detalhes que as obras anteriores não puderam.
Ransom Riggs consegue contar origens e lendas de vários peculiares. Você sabe a origem das Ymbrynes? Eu nunca ia imaginar que ia ser de uma forma tão... Peculiar! Hahahahhahaha!
São dez contos maravilhosos recheados de peculiares fantásticos com uma pitada histórica. Sim! Eles ligam fatos da história com os peculiares e isso acaba situando ainda mais os personagens no mundo.
E eu ainda nem falei da edição que ficou linda! Com uma capa que faz cada vez mais sentido a cada conto lido e as ilustrações lindíssimas de Andrew Davidson.
Recomendo para que sabe que há peculiares entre nós.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

POR ONDE AS ROMÂNTICAS PASSARAM