[FECHAR]

26/05/2017

# Editora Arqueiro # Históricos e/ou de Época

Mary Balogh - Ligeiramente Perigosos - Arqueiro



Leituras de Flavinha nº 646

Aos 35 anos, Wulfric Bedwyn, o recluso e frio duque de Bewcastle, está ávido por encontrar uma nova amante. Quando chega a Londres, os boatos que correm são os de que ele é tão reservado que nem a maior beldade seria capaz de capturar sua atenção.
Durante o evento social mais badalado da temporada, uma dama desperta seu interesse: a única que não tinha essa intenção. Christine é impulsiva, independente e altiva – uma mulher totalmente inadequada para se tornar a companheira de um duque. Ao mesmo tempo, é linda e muito, muito atraente.
Mas ela rejeita os galanteios de todos os pretendentes, pois ainda sofre para superar as circunstâncias pavorosas da perda do marido. No entanto, quando o lobo solitário do clã Bedwyn jura seduzi-la, alguma coisa estranha e maravilhosa acontece. Enquanto a atração dela pelo sisudo duque começa a se revelar irresistível, Wulfric descobre que, ao contrário do que sempre pensou, pode ser capaz de deixar o coração ditar o rumo de sua vida.

Achei esse livro maravilhoso. Wulfric sempre tão contido, tão centrado em seu papel de duque precisava de alguém que realmente sacudisse sua vida e que não fosse uma mocinha recatada e obediente. 

Conhecido por ser frio e rígido, o duque de Bewcastle está agora com 35 anos e viu todos os seus irmãos mais novos casarem e constituir uma família. Sua amante há vários anos faleceu e ele não se sente muito empolgado em colocar outra em seu lugar. E ele realmente não está se sentindo solitário (na verdade ele está, mas, não quer dar o braço a torcer) e aceitar o convite para uma temporada festiva no campo não tem nada a ver com sentir a casa estranhamente vazia.

Christine é uma jovem viúva com o coração gentil, muito solidaria com quem precisa e altamente espontânea e sorridente. Ela não consegue recusar o convite da amiga (e parente do ex-marido) para a temporada festiva em sua casa, por ter surgido um convidado de última hora que ficaria sem par. Esse convidado é o famoso duque de Bewcastle, o nosso Wulfric.

"Wulfric não achou nada divertido se descobrir atraído por uma mulher que não contava com nenhum dos atributos que ele considerava admiráveis numa dama."

Bem, Christine consegue se meter em algumas (inocentes) confusões e consegue prender a atenção de Wulfric ao não se intimidar com seu jeito frio e inacessível. Wulfric não consegue entender a estranha atração e fascínio que aquela jovem, nada adequada exerce sobre ele. Eles são extremamente opostos. E inicialmente nem gostam um do outro. Parecem não combinar de jeito nenhum e ainda assim, são perfeitos um para o outro. 


– Peço que me perdoe – disse ele, cruzando as mãos às costas. – Peço sinceramente que me perdoe, senhora.

Ela simplesmente continuou a encará-lo.

– Não sei por quê – falou baixinho, por fim. – Eu não recusei, não é?

Desde o primeiro livro eu tinha absoluta certeza que esse seria o meu livro preferido da série. Apesar da Christine ser a jovem perfeita para Wulf (olha a intimidade) e a história dela ser bem interessantes, o melhor do livro e vermos as camadas do duque de Bewcastle serem desnudadas e percebermos o quão maravilhoso esse homem é! Como ele lida pela primeira vez com o fato de estar apaixonado. Como ele tenta descobrir a melhor forma de cortejar a Christine e o mais lindo de tudo: Como consegue ser o pilar dos Bedwyns, uma família unida e amorosa!

Indico toda a série, mas, principalmente indico esse livro!

AMEI!


Série Os Bedwyns 
1 - Ligeiramente Casados
2 - Ligeiramente Maliciosos
3 - Ligeiramente Escandalosos
4 - Ligeiramente Seduzidos
5 - Ligeiramente Pecaminosos
6 - Ligeiramente Perigosos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

POR ONDE AS ROMÂNTICAS PASSARAM