27/09/2017

# Editora Arqueiro # Joe Hill

Joe Hill - Mestre das Chamas - Editora Arqueiro



Leituras de Rebecca nº 149

Ninguém sabe exatamente como nem onde começou. Uma pandemia global de combustão espontânea está se espalhando como rastilho de pólvora, e nenhuma pessoa está a salvo. Todos os infectados apresentam marcas pretas e douradas na pele e a qualquer momento podem irromper em chamas.
Nos Estados Unidos, uma cidade após outra cai em desgraça. O país está praticamente em ruínas, as autoridades parecem tão atônitas e confusas quanto a população e nada é capaz de controlar o surto.
O caos leva ao surgimento dos impiedosos esquadrões de cremação, patrulhas autodesignadas que saem às ruas e florestas para exterminar qualquer um que acreditem ser portador do vírus.
Em meio a esse filme de terror, a enfermeira Harper Grayson é abandonada pelo marido quando começa a apresentar os sintomas da doença e precisa fazer de tudo para proteger a si mesma e ao filho que espera.
Agora, a única pessoa que poderá salvá-la é o Bombeiro – um misterioso estranho capaz de controlar as chamas e que caminha pelas ruas de New Hampshire como um anjo da vingança.
Do aclamado autor de A estrada da noite, este livro é um retrato indelével de um mundo em colapso, uma análise sobre o efeito imprevisível do medo e as escolhas desesperadas que somos capazes de fazer para sobreviver.



Gente, que livro!
Imagina se de repente o mundo sofre uma epidemia de autocombustão. Sim, pessoas! A criatura tá ali, de boas, e pá! Explode em chamas e só sobram cinzas. Pra aumentar a tensão há um sintoma, manchas que aparecem pelo corpo e quanto maiores elas forem, mais perto de explodir a vítima está.
É assim o clima de horror que o livro retrata.
Nele nós conhecemos a enfermeira infantil Harper, que tem o marido mais nojento e FDP. Amiga... Que criatura misógina é esse tal de Jakob. Aff! Além de tudo ele ainda é covarde e larga Harper grávida quando as manchas começam a aparecer nela. E ainda tem a cara de pau de acusar ela de querer infectá-lo. Homi fazendo homice né? Nada diferente dos caras que largam a esposa sozinha quando aparece o primeiro problema.
Joe Hill caprichou nos espíritos de porco dessa obra. Deu vontade de fazer até um hanking pra ver quem é o mais babaca.
Mas ó, devo dizer que tudo compensa na Harper, que personagem maravilhosa. Uma mulher doente, grávida e abandonada que faz de tudo pra salvar a si e ao filho que vai nascer. Isso não quer dizer que ela seja uma super-heroína. Gostei de ver um personagem tão humano. Tá de parabéns mister Hill!
Harper acaba indo para uma colônia de doentes e conhece um bombeiro que é o tal Mestre das Chamas do título do livro. Aparentemente eles conseguem controlar a doença e é uma esperança pra ela.
Não vou contar mais pra não dar spoiler.
Mas o livro traz uma reflexão necessária sobre o preconceito com doentes e como o pânico se instala e acaba produzindo tragédias.
Recomendo para quem tem amigos bombeiros.





Um comentário:

  1. Oie, tudo bem?
    Primeiramente, adorei a recomendação: "Recomendo para quem tem amigos bombeiros." hahaha. Eu li esse livro e amei, confesso que demorei um pouquinho, foi uma leitura um pouco lenta, o livro é bem rico em detalhes e personagens complexos, mas eu amei, e o fim me surpreendeu muito! Concordo com a sua visão da protagonista, ela é mesmo maravilhosa!

    Com carinho,
    Ana | Blog Entre Páginas
    www.entrepaginas.com.br

    ResponderExcluir

POR ONDE AS ROMÂNTICAS PASSARAM