[FECHAR]

03/02/2010

# Leituras de Carol # Margo Maguire

Margo Maguire - A princesa celta - Clássicos Históricos Especial 171



Leituras de Carol nº 337
Título original: Celtic Bride

Um cavalheiro nunca deixaria de proteger uma mulher em perigo...
Inglaterra, 1428
Todavia, o instinto de proteção de Marcus de Grant nunca se manifestara com tanta força como quando ele se deparou com Keelin O’Shea. Embora dona de um senso de honra que não ficava nada a dever ao dele próprio, aquela princesa irlandesa precisava desesperadamente da proteção de um guerreiro... e também de seu coração!
Guardiã do talismã sagrado de seu clã, Keelin O’Shea sempre colocara o dever em primeiro lugar. No entanto, a simples visão de Marcus de Grant, dourado e glorioso como um deus antigo, provocou nela o doloroso anseio por uma paixão impossível!

Esse é um romance fofo. O mocinho é tímido, mas claro que no decorrer do livro vai se soltando. A mocinha tem uma missão, que chega a ser um fardo nas costas dela. Ela tem que proteger o talismã e tem um bando de gente em busca dela. 
Ela vive fugindo, tem premonições. Mas eis que aparece o tímido Marcus e as coisas mudam.  Não procurem cenas hots porque sexo mesmo só praticamente no final. Mas as cenas dos beijos são boas.

Não é tão bom quanto Refém do Desejo mas eu gostei do livro.

4 comentários:

  1. Olha o pecado: capa riscada!

    Isso me dá uma raiva...

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Ai, Carol, pois eu não achei o Marcus nem um tiquinho tímido... as vezes eu ficava com dó da Keelin por causa dos avanços dele deixando a coitadinha sempre acuada - era contra uma árvore, num inocente passeio pra treinar gaviões, dentro do viveiro dos gaviões... ufa! - e tem a frase mais cut cut que já li.
    Qdo vejo alguém resenhar, fico me perguntando pq eu trokei o livro?!?!?!

    Bjo Carol!

    ResponderExcluir
  4. Estou lendo o livro e adorando.É muito romântico.
    Gosto de estórias assim.

    ResponderExcluir

POR ONDE AS ROMÂNTICAS PASSARAM