17/11/2011

# Clássicos Históricos # Históricos e/ou de Época

Miranda Jarrett - O Náufrago – Clássicos Históricos 16


Leituras de Carol nº 590


Título original: Spindrift

Sparhawks 2/9


Um desvairado romance onde paixão e o perigo andam sempre juntos.

Desde o momento em que encontrou o náufrago na praia, Beatrice soube que sua vida mudaria para sempre. Embora ele dissesse que havia perdido a memória, cresciam os rumores de que piratas estavam infestando a costa de Rhode Island. Beatrice não podia evitar a terrivel suspeita de que o fascinante desconhecido, pelo qual sentia forte atração, fosse um sanguinário predador dos mares!

Ignorando seu próprio passado e no extremo de suas forças, Jonathan Sparhawk recebeu todos os cuidados de uma bela quaker vestida com trajes de luto. Mas havia muito mais por trás da delicada aparência de Beatrice Allyn, e Jonathan descobriu a mulher ardente que se escodia sob suas maneiras serenas...


Outra faceta da colonização norte-americana é mostrada aqui, os Quakers.

Jonathan surge quase morto e posteriormente desmemoriado na praia que dá acesso a fazenda de Beatrice. Por convicção religiosa e piedade daquele homem ela o acolhe em sua casa e cuida dele.

Mas claro que um tudodebomgostosoehot como Jonathan ia abalar as convicções de Beatrice... o romance floresce em meio as tentativas de Beatrice em sobreviver a partir do contrabando de bebidas, (a única forma de ter algum sustento depois que ficou viúva, seguir a “profissão” do  falecido) e de correr do assédio do cunhado.

Como quase sempre acontece nas traduções, mudaram o nome de alguém. Lá no final descobrimos que Kit (Insensata Paixão) se transforma em Paul (Afff). 


Sparhawks 



Spindrift -  O Náufrago - Clássicos Históricos 16

Mariah's prize - A amante do pirata - Clássicos Históricos 43

The secrets of Catie Hazard  - Um segredo de mulher - Clássicos Históricos 116

The Sparhawk Bride  - O rapto da noiva - Clássicos Históricos Especial 13

Gift of the heart  - Presente do Coração - Clássicos Históricos 136

Desire my love  - Desire, meu amor - Clássicos Históricos 54

Sparhawk's lady - A princesa e o plebeu - Clássicos Históricos 71

Sparhawk's Angel – Não publicado no Brasil


A relação entre cada livro você pode conferir nas ótimas resenhas feitas pela Beta do Literatura de Mulherzinha clicando AQUI


Senta que lá vem a história!


By Wikipedia


Quaker (também denomidado quacre) é o nome dado a vários grupos religiosos, com origem comum num movimento protestante britânico do século XVII. Os quakers são chamados também de Sociedade Religiosa dos Amigos (em inglês: Religious Society of Friends), ou simplesmente Sociedade dos Amigos ou Amigos. Eles são conhecidos pela defesa do pacifismo e da simplicidade. Estima-se que haja 360.000 quakers no mundo, sendo a maior parte da África; o Quênia tem a maior comunidade quaker.[1]

Criado em 1652, pelo inglês George Fox, o Movimento Quaker pretendeu ser a restauração da fé cristã original, após séculos de apostasia; eles se chamavam de "Santos", "Filhos da Luz" e "Amigos da Verdade" – donde surge, no século XVIII, o nome "Sociedade dos Amigos". A Sociedade dos Amigos reagiu contra o que considerava abusos da Igreja Anglicana, colocando-se como "sob a inspiração directa do Espírito Santo". Os membros desta sociedade, ridicularizados no século XVII com o nome de quakers (inglês para "tremedores"), que a maioria adota até hoje, rejeitam qualquer organização clerical, para viver no recolhimento, na pureza moral e na prática activa do pacifismo, da solidariedade e da filantropia. Perseguidos na Inglaterra por Carlos II, os quakers emigraram em massa para os Estados Unidos, onde, em 1681, criaram, sob a égide de William Penn, a colónia da Pensilvânia. Em 1947, os comités ingleses e americanos do Auxílio Quaker Internacional receberam o Prêmio Nobel da Paz.

Agradeço ao blog Simplesmente Romances de onde retirei a foto da capa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

POR ONDE AS ROMÂNTICAS PASSARAM