01/10/2012

# E. L. James # Intrínseca

E. L. James - Cinquenta Tons Mais Escuros -



Leituras de Flavinha nº 395

Assustada com os segredos obscuros do belo e atormentado Christian Grey, Ana Steele põe um ponto final em seu relacionamento com o jovem empresário e decide se concentrar em sua carreira: ela acaba de conseguir um emprego em uma editora de livros de Seattle. Mas o desejo por Grey domina cada pensamento de Ana e, quando ele propõe um novo acordo, ela não consegue resistir. Em pouco tempo, ela descobre mais sobre o angustiante passado de seu amargurado e dominador parceiro do que jamais imaginou ser possível. Enquanto Christian tenta se livrar de seus demônios interiores, Ana, por sua vez, tem que enfrentar algo mais palpável: a ira e a inveja das mulheres que a precederam no coração e na cama de Grey.

Se você já acha o primeiro livro parecido com um romance de banca, então se prepare porque neste livro a E. L. James realmente "Sabrinou" e acho que criei um verbo! kkkkkkkkk

Gente, o livro continua com os mesmos problemas de escrita do primeiro. A autora realmente não é uma boa escritora, o texto é de muitas maneiras muito... "pobre". Mas, é impossível negar que ouve uma melhora considerável no enredo do primeiro para o segundo livro. Existem outros conflitos no livro além do lenga-lenga da Ana sobre o que pode e o que não pode no sexo. Aliás, nem tem tantas cenas de BDSM nesse segundo livro, viu? 

Óbvio que ainda tem coisas que são simplesmente inverossímeis. E alguns diálogos são de fazer você gemer pensando " sério que ela escreveu isso?" e sim, muitas partes você vai querer pular... Duas cenas merecem ser destacadas no livro:  

* A SrªRobinson" pedófila fdp tem o que merece nesse livro. Amoooooooooooo! 
* A cena em que o Grey cai aos pés da Ana, como submisso é triste... Eis ali um homem doente e quebrado.

No mais o Christian realmente ama a pateta da Ana e faz tudo por ela, inclusive deixa de ser um dominador para ser somente um homem apaixonado que vai mudar sua vida em função de fazer a mulher feliz. Eu disse que Sabrinou... Sabrinou legal). É como disse na resenha do primeiro livro: Leia sem expectativas do tipo "Oh, é o livro" e mais como um romance de banca um pouco hot. 


P.s: Leia minha resenha de Cinquenta Tons de Cinza


Um comentário:

  1. Juro que li passando várias páginas, foi um lenga-lenga sem fim e os personagens pareciam bipolar, e que tanta coisa sem guancho que acontece?? aff espero que ela dê um desfecho logo.

    ResponderExcluir

POR ONDE AS ROMÂNTICAS PASSARAM