[FECHAR]

27/03/2014

# Editora Arqueiro # Históricos e/ou de Época

Julia Quinn - Um Perfeito Cavalheiro - Arqueiro


Leituras de Flavinha nº 522


Sophie sempre quis ir a um evento da sociedade londrina. Mas esse parece um sonho impossível. Apesar de ser filha de um conde, ela é fruto de uma relação ilegítima e foi relegada ao papel de criada pela madrasta assim que o pai morreu. Uma noite, porém, ela consegue entrar às escondidas no aguardado baile de máscaras de Lady Bridgerton. Lá, conhece o charmoso Benedict, filho da anfitriã, e se sente parte da realeza. No mesmo instante, uma faísca se acende entre eles. Infelizmente, o encantamento tem hora para acabar. À meia-noite, Sophie tem que sair correndo da festa e não revela sua identidade a Benedict. No dia seguinte, enquanto ele procura sua dama misteriosa por toda a cidade, Sophie é expulsa de casa pela madrasta e precisa deixar Londres. O destino faz com que os dois só se reencontrem três anos depois. Benedict a salva das garras de um bêbado violento, mas, para decepção de Sophie, não a reconhece nos trajes de criada. No entanto, logo se apaixona por ela de novo. Como é inaceitável que um homem de sua posição se case com uma serviçal, ele lhe propõe que seja sua amante, o que para Sophie é inconcebível. Agora os dois precisarão lutar contra o que sentem um pelo outro ou reconsiderar as próprias crenças para terem a chance de viver um amor de conto de fadas. Nesta deliciosa releitura de Cinderela, Julia Quinn comprova mais uma vez seu talento como escritora romântica.

Julia Quin criou uma personagem doce e firme ao mesmo tempo para ser a Cinderela desse livro. Sophie, a filha bastarda de um conde é relegada ao posto de "faz tudo" por sua madrasta quando o pai morre. Na noite do baile de máscaras dos Bridgerton, como Cinderela, ela se transforma em uma misteriosa dama da sociedade que encanta Bendict. A meia-noite ela foge do baile, porém sua madrasta descobre a expulsa de casa.

Três anos mais tarde, Sophie ainda é uma jovem de coração bom, que trabalha para sobreviver. Mais magra e com os cabelos curtos, ela está tentando fugir de ser estrupada pelo filho dos patrões quando Benedict a salva. Ele a leva com ele, disposto a lhe arrumar um emprego. Mas ele não a reconhece como sua dama misteriosa. 

Daí começa a minha raiva com esse moleque. Benedict é uma filhinho da mamãe mimado que faz as propostas mais indecentes a Sophie. A garota é virgem, não quer ser a amante de ninguém por que não quer ter um filho bastardo - para sofrer como ela sofreu - mas, vocês acham que o Benedict escuta? Nãããão! E ainda acha que ela devia ficar contente por ele lhe oferecer o posto de amante. Não bastasse isso ele chantageia a Sophie, para que ela fique na casa de sua mãe. Um moleque!

Daí, eu acho que Júlia Quinn percebeu que o Benedict estava longe de ser "um perfeito cavalheiro" e fez a Sophie - depois de muito relutar - se entregar a luxuria. E o Benedict? Ainda querendo ela como amante. Sim, eu sei que para época era difícil propor casamento a uma serviçal. Mas ele tem a família mais fofa! Podia ser menos idiota! 

No fim, descobre-se que ela é filha bastarda de um conde - e isso é melhor do que ser uma serviçal - e depois de mais uma vez ela cair nas garras da madrasta, Benedict a salva e eles vivem felizes para sempre! Peguei birra do Benedict! 

Fora isso, tem várias cenas com os outros membros da família Bridgerton. Amo! Recomendo esse livro, mas preparem-se! Você pode não se apaixonar pelo mocinho!

Série Bridgerton:
3. Um Perfeito Cavalheiro
4. Os Segredos de Mr. Bridgerton
5. Para Sir Philip, com amor
6. O Conde Enfeitiçado
7. Um Beijo Inesquecível
8. A Caminho do Altar

3 comentários:

  1. Oi Flavinha não têm como não se apaixonar por essa família, confesso que não curtia Romances de Época, mas a Julia é diva e sabe como ninguém envolver o leitor, e to viciada nessa série, o ruim é ter que esperar tanto pelas publicações, eu tenho os três volumes, gostei de todos masssss, O Duque e Eu ta em primeiro, e o Perfeito cavalheiro vêm em segundo, porém não vejo a hora do próximo lançamento que traz o meu queridinho (Collin).
    Nesse livro perfeito cavalheiro, bem que a madrasta poderia ter sofrido um pouquinho mais (só acho rs), e a matriarca da família, Violet que mulher de fibra, bem a frente do seu tempo, admiro o amor que ela têm por cada filhote.
    Uma das coisas que sempre gosto nessa série são as alfinetadas da Lady Whistledown, com a língua sempre afiada (ou melhor a pena rs), diz sempre a verdade doa a quem doer rs, bem só nos resta esperar pelo próximo lançamento, Flavinha você sabe se já têm data prevista? obrigada pela atenção, amei a sua resenha e amodoro blog bjokas ♥ .

    ResponderExcluir
  2. Bianca, também sou apaixonada por essa série!
    o meu preferido também é o Duque e Eu!
    Lindoooooooooooooo!
    Também adoro a língua ferina da Lady Whistledown!
    Louca pelos próximos livros!
    É muito bom saber que você curtiu a resenha e o blog!
    Volte sempre!
    Xero!

    ResponderExcluir
  3. Até que enfim alguém que me entende... Olha, to procurando o cavalheiro do título até agora! Como vc disse, Benedict é um moleque mimado e Birrento e Violet e Julia prestaram um desserviço ao mundo. Amo Anthony, apesar da surtada, e Colin, apesar da pequena humilhada em Penelope, que é lindo e perfeito em todas as aparições ♥

    ResponderExcluir

POR ONDE AS ROMÂNTICAS PASSARAM