[FECHAR]

01/09/2010

# Laura Elias # Leituras de Carol

Laura Elias - Lua Negra - Mythos Books


Leituras de Carol nº 437

Trilogia Red Rings 2/3

Após ter sido salva das garras da morte pelo sangue de seu amado Bill Stone, a jovem Megan Grey se vê às voltas com o misterioso avanço de criaturas monstruosas, que deixaram o gélido Ártico rumo à cidade de Red Leaves. Por alguma razão, a aproximação de tais criaturas está criando o pior inverno de todos os tempos no Hemisfério Norte.

Como se isso não bastasse, Megan enfrenta transformações no próprio corpo, que ameaçam substituir sua natureza humana por outra, animalesca e totalmente selvagem.

Gigantes ancestrais, vampiros, rovdyrs, ódios e segredos milenares, temperados por uma paixão que atravessou vários séculos unem-se no segundo volume da Saga Red Kings, lançando a jovem Megan em um abismo de sombras, onde somente morrendo ela poderá continuar viva. 

Crepúsculo Vermelho cumpre muito bem o papel de nos apresentar um novo mundo sobrenatural e de deixar a curiosidade em níveis altíssimos para saber o que vem a seguir depois do reveillon entre Bill e Megan.

No primeiro livro somos apresentados aos Rovdyrs... seres que a princípio se parecem com vampiros, mas não são. Já os vampiros são apresentados em Crepúsculo Vermelho, pelos Rovdyrs, como uma "raça dos infernos" (risos). Mas Laura Elias nos dá a chance de ver o "outro lado" da estória. Os vampiros aparecem e se mostram como verdadeiramente são.

A estória em Lua Negra é uma preparação para uma grande batalha... onde cada um tem que cumprir o seu papel, vampiros e rovdyrs têm agora um "inimigo comum" e precisam enfrentá-lo sob pena de todos perecerem. Novos personagens aparecem... novas paixões são suscitadas... rixas antigas emergem (com surpresas para todos os lados).


E Megan onde fica nisso tudo?

Megan está literalmente em processo de transformação. Está lidando com as transformações (literais) do seu corpo e de sua mente (afinal ela tem só 17 anos). E claro que ela continua sendo o fio que conduz todos os personagens, mas como nem só de protagonista vive uma estória, os coadjuvantes cumprem muito bem os seus respectivos papéis.

O clima de que "algo grande está vindo aí" perpassa por toda a estória e me deixou ainda mais curiosa para saber como será o desenrolar dessa saga.


As citações musicais conseguiram ser mais primorosas que na primeira estória, dessa vez elas abrem os capítulos e já nos preparam para o que será desenrolado na trama. 

Enquanto lia imaginei a Red Rings toda trabalhada no formato mangá,  pense só... as lutas... vampiros... rovdyrs... os outros personagens... com aquela aura fantástica que só o traço japonês nos dá. Com certeza ia ficar o máximo... (fica a dica para a Mythos Books)

Leitura altamente recomendada

Obs.: Para quem ainda não leu Crepúsculo Vermelho, leia, pois se começar com Lua Negra, vai ficar com mais perguntas que respostas.

E que venha o próximo livro.

2 comentários:

  1. Aff.. nao creio que ainda não pude ler a continuação da saga de Megan e Bill e todos os outros...aff.. q inveja!! ^^
    PArabens pela resenha ficou ótima!
    bjos

    ResponderExcluir
  2. Carol, fiquei doidinnha pra ler essa série.
    Parabéns pela resenha.

    Bjs
    Luka.

    ResponderExcluir

POR ONDE AS ROMÂNTICAS PASSARAM