19/03/2013

1

E. L. James - Cinquenta Tons de Liberdade - Intrínseca



Leituras de Flavinha nº 441


Quando a ingênua Anastasia Steele conheceu o jovem empresário Christian Grey, teve início um sensual caso de amor que mudou a vida dos dois irrevogavelmente. Chocada, intrigada e, por fim, repelida pelas estranhas exigências sexuais de Christian, Ana exige um comprometimento mais profundo. Determinado a não perdê-la, ele concorda. Agora, Ana e Christian têm tudo: amor, paixão, intimidade, riqueza e um mundo de possibilidades a sua frente. Mas Ana sabe que o relacionamento não será fácil, e a vida a dois reserva desafios que nenhum deles seria capaz de imaginar. Ana precisa se ajustar ao mundo de opulência de Grey sem sacrificar sua identidade. E ele precisa aprender a dominar seu impulso controlador e se livrar do que o atormentava no passado. Quando parece que a força dessa união vai vencer qualquer obstáculo, a malícia, o infortúnio e o destino conspiram para transformar os piores medos de Ana em realidade.

Então que esse é o último livro da série e eu esqueci de postar a resenha! kkkkk Lembrei numa conversa com Kérol e aí resolvi postar a resenha e finalmente fechar esse ciclo. Então vamos lá.

A história do passado do Christian é realmente triste. A Srª Robinson foi uma vaca pedófila fdp mesmo. Ana aceitou o Christian, e ele maneirou suas tendências e passou a apreciar o sexo baunilha por amor a Ana. Aí temos casamento e um felizes para sempre. Então do que se trata o último livro?

A autora colocou uma ex-submissa psicótica e o Jack Hyde para atazanarem a vida do casal e colocar um pouco de suspense(?) na trama. Não convenceu muito e eu não gostei. tem também os ciúmes do Grey, primeiro com a Ana, que ele considera que pertence a ele ( até marca ela com uns chupões, numa cena que eu achei ridícula) e depois com ciúmes do bebê. E é isso. Nem tem cenas de BDSM, assim, que se destaquem e o Grey inclusive passa a não gostar de ver as marcas de algemas na Ana, mas gosta de ver os chupões, enfim, não dá pra entender o homem.

O final é feliz, digno de um livrinho da Lynne Grahan ou Diana Palmer em que o mocinho se regenera e vira um bom pai e marido. Fim.

The Fifty Shades Trilogy

Cinquenta Tons de Cinza
Cinquenta Tons Mais Escuros
Cinquenta Tons de Liberdade

Um comentário:

  1. Não tinha muito interesse em ler a série, e continuo não tendo...

    Tem um sorteio acontecendo no meu blog, se quiser participar está feito o convite!

    http://oblogdafenixx.blogspot.com.br/2013/03/sorteio-babyliss.html

    ResponderExcluir