[FECHAR]

25/08/2011

# Black Dagger Brotherhood # IAN

J.R Ward - Amante Consagrado – Universo dos Livros


Leituras de Flavinha nº 308

Nas sombras da noite de Caldwell, Nova York, desenvolve-se uma furiosa guerra entre os vampiros e os seus assassinos. Há uma Irmandade secreta, sem igual, formada por seis guerreiros vampiros, defensores de sua raça.

E agora, um Irmão obediente deve escolher entre duas vidas... Ferozmente leal à Irmandade da Adaga Negra, Phury se sacrificou pelo bem da raça, convertendo-se no macho responsável por manter a linhagem da Irmandade.

Como o Primaz das Escolhidas, ele será o pai dos filhos e das filhas que assegurarão que sobrevivam as tradições da raça, e, que haja guerreiros para lutar contra os redutores. Como sua companheira, a Escolhida Cormia quer ganhar não só o corpo, mas também o coração de Phury para si...

Ela vê o guerreiro emocionalmente deteriorado atrás de toda sua nobre responsabilidade. Mas enquanto a guerra com a Sociedade Redutora se torna mais severa, uma grande tragédia abate a mansão da Irmandade e Phury deve decidir entre o dever e o amor.

Acho que não concordo com a maior parte das leitoras da Adaga Negra que acham esse o pior livro da série. Sim, existem várias tramas paralelas acontecendo. Sim, o romance entre Phury e Cormia não é o foco principal ( apesar de estar lá) e todas as coisas que já disseram... mas, sinto que devo sair em defesa do Phury.

Sabe, o Phury ainda é aquele que se sacrificou pelo irmão gêmeo Zsadist, aquele que se tornou o primaz da raça para que o Vishous pudesse ficar com a Jane. Sim ele continua sendo um drogado idiota, daqueles que vai ao fundo do poço, mas nesse livro eu pude entendê-lo e fiquei puta por ver todos virarem as costas pra ele, naquela vibe de "não tem mais jeito" ou "ele não quer ser ajudado". O que observei é que enquanto nos outros a "ferida" era visível...

Pausa para explicar o que quero dizer com isso: O rei é cego, Raghe vira uma besta, Zadist era um escravo, Butch era um humano, Vishious tem uma mão que brilha e o Phury? O problema dele é interno. É algo invisível que toma conta dele, destruindo-o. E a sensação de que por mais que ele faça, nunca será o bastante.  É o que faz com que ele se intupa de drogas até quase morrer. E sim, eu sei dessa história de querer se ajudar e fazer por onde, mas a "irmandade" poderia ter ajudado mais para que o "irmão" desse o primeiro passo. E o que vi foi um tal de lavar as mãos em relação ao Phury como se tudo que ele fez de bom fosse apagado.
Quanto a Cormia, ela pode não ser a mais forte ou a mais expressiva entre as shellans, mas prefiro ela a Marissa! (Ah, tá eu tenho um problema com a Marissa, confesso!). Achei lindo o carinho do John com ela! (Confesso que a cada livro vou me apaixonando mais pelo John!) Achei lindo a Ward usar o filme Dirty Dancing! Achei delicada a maneira que ela colocou os sentimentos do Blay com o Qhuinn e o sentimento dos dois com o John. Essa trinca é uma das melhores coisas no livro! E o Revh, que também apareceu muito no livro e também está viciado (não na mesma droga do Phury). Sim temos mais personagens surgindo, outros reaparecendo, outros se transformando... E o Phury aceitando o amor da Cormia de corpo e mente limpos.

P.S = As coisas que acontecem do "outro lado" no fim do livro só confirmaram o que eu pensava. Que sacrifício mixuruca o da Virgem escriba para dar um "Gasparzinho" pro V!

E termino com a mesma dúvida da Carol em sua resenha: Como J. R. Ward vai resolver a vida das TRINTA E NOVE Escolhidas?

Irmandade da Adaga Negra

Amante Sombrio - Wrath -  Flavinha
Amante Eterno - Rhage -  Carol
Amante Desperto - Zsadist -  Flavinha / Carol
Amante Revelado - Butch -  Carol
Amante Liberto - Vishious -  Carol / Flavinha
Amante Consagrado  - Phury - Carol
Amante Vingado - Rhevenge
Lover Mine - John Matthew
Lover Unleashed - Payne

5 comentários:

  1. Nossa, tô contigo e não abro!!! Não achei o livro ruim, ao contrário: gostei e muito. Adorei a Cormia: mil vezes melhor que a Marissa (eu tb tenho um problema com ela, rs...) e adorei todas as tramas secundária que foram aparecendo.... JM, Blay, Qhuinn, Rehv (pausa pro *suspiro*: meu vampirão favorito - mesmo não sendo totalmente "puro", hehe).

    Enfim.... amei o livro e hoje fiquei super feliz pq meu Phury chegou pela manhã! Iupiiii!!!!

    ResponderExcluir
  2. Até que enfim alguém pensa parecido comigo. Poxa vida ele sempre ajuda todo mundo, é gentil com todos, se preocupa com o bem estar geral e na hora que precisa de ajuda todos viram as costas pra ele. Acho que a história de amor deles tinha que ser assim mesmo, eu pelo menos achei ela romântica.

    ResponderExcluir
  3. Suelen e Esther... Vocês sabem que somos minoria, né? Mas fiquei super feliz por saber que mais pessoas pensam como eu!
    Thanks!

    ResponderExcluir
  4. Eu ainda não cheguei neste livro, empaquei no Z, as vezes isso acontece comigo..rsrs...mas leio todas as resenhas que aparecem de todos os livros e quero ler cada um para poder ter opinião própria..mas concordo com vc qdo diz "O problema dele é interno" sempre foi e como na depressão é dificil qdo não se vê o q se passa,, por isso não vejo a hora de lê-lo.. ademas essa capa é linda..

    ResponderExcluir
  5. Não li nada desta série, uma pena pois estou muito querendo conhece-la. Bjs, Rose.

    ResponderExcluir

POR ONDE AS ROMÂNTICAS PASSARAM